19 de março de 2013

still daddy's girl

O meu pai é a minha pessoa favorita no mundo. E uma das mais fixes de sempre. Entristecem-me profundamente as histórias de relações frias, relações cortadas, pais que não merecem esse nome, pais que desaparecem da vida dos filhos, pais que os substituem por outra nova família, pais que morrem precocemente, tragicamente. Porque não consigo conceber a minha vida sem a presença do meu pai. E sei que grande parte do que sou e da pessoa que me tornei, se deve a ele. Ao seu carácter, aos seus valores. À sua amizade. Ao seu carinho e companheirismo. Aos seus abraços de porto-seguro. Ao amor no qual sempre me senti crescer.

Se há dias festivos que acho de um mau gosto desnecessário - como o dos namorados - o Dia do Pai é um dia do qual gosto. Essencialmente porque sei que ele gosta que nos lembremos, sei que gosta de um miminho, mesmo que assim mais ou menos esperado. Desde que saí de casa para ir para a faculdade, há oito anos, que lhe envio sempre uma carta bonita neste dia. Como fiz ontem (correio azul, man, não me falhes!). E Feliz Dia do Paaaaai!



 

7 comentários:

Pedro Miguel disse...

Adorei as tuas palavras. :$

sue marie disse...

É bonito ver esse sentimento.
Aliás, mais bonito é ver que de facto ainda ha boas relações.

O dia do pai a mim não me diz nada. Apesar de não ter morrido precocemente ou algo do género, saiu e abandonou-nos cedo...que é parecido.
Mas pronto...as coisas têm o seu valor.
E é com post como estes que acredito que um dia que seja mãe..quero que o pai, saiba ser um destes pais.


Beijinho.

mary disse...

Que querida Cat :) desde sempre que adoro quando escreves alguma coisa relacionada com o teu pai. Nunca me esqueci de uma história que contaste, quando passaste num exame bastante complicado na faculdade e quando contaste ao teu pai ele pagou uma rodada de cerveja aos amigos eheh não sei se a história era realmente assim mas sei que o que me marcou foi o orgulho óbvio que ele tinha em ti! Todos os pais deviam ser assim :)

Cat disse...

Pedro Miguel, obrigado :)

sue marie, desejo muito que possas dar aos teus filhos o pai que não tiveste! Beijinho

mary, ooh que querida tu!, que te lembras disso! Já não me lembro qual foi o exame (parte dos acontecimentos da faculdade já se encontram recalcados no subconsciente) mas a história é essa mesmo! :)

Hermione disse...

pelas tuas palavras vê-se que é uma relação sinceramente bonita, e isso é muito bom. também não saberia viver sem o meu pappy :):)

ateaoscem.com disse...

O correio azul aqui falhou!
Não chegou na 3ªf!

Xs

i. disse...

Isso é mesmo bonito de se ver :')