20 de março de 2013

fuck you!


O Belmiro q'rido não compreende qual é o problema da mão-de-obra barata. Eu também não. Até tenho mais umas duas ou três ideias muito boas:

Pôr a malta a trabalhar 16 horas por dia, até à exaustão em condições desumanas como na China;
- Começar a explorar o potencial do trabalho infantil [sim, vão dizer-me que um puto com nove anos não tem bem corpinho para trabalhar!];
- Voltar a legalizar aquela coisa muito gira e divertida que foi abolida por um chato de um rei da quarta dinastia...como é que se chamava? AH! Escravatura! 


Não vejo absolutamente nenhuuuuum problema. 
 Que mania estúpida que este pessoal tem de ser revoltar por tudo e por nada, pá!

6 comentários:

Neuza Mariano disse...

Detestei ouvir o gajo a falar.
granda palhaço

Boa Primavera*
Muitos beijinhos
MUAH* <3
Neuza Mariano
Meu canal Youtube

D* disse...

Quando eu acho que já ninguém nos vai conseguir surpreender com comentários estúpidos, há sempre alguém que se supera. A declaração do senhor foi, no mínimo, ridícula!Até fiquei mal disposta.

Beijinhos

Miranda disse...

aposto, que ele não vive com ordenado mínimo. o que ele queria era que todos os funcionários, excluindo o filho, a filha, o neto e restante família,recebessem o ordenado mínimo, que era para ele encher mais o c*... velhos capitalistas, gananciosos

mary disse...

Eu acho que a escravatura já voltou! Quando nos oferecem 125 euros para trabalhar um mês inteiro é de rir... Pelo menos os escravos tinham um tecto e um chão onde dormir e comida, por mais pobre que fosse... a nós nem isso nos dão. São 125 euros e esperam que isso nos chegue para casa, comida, e tudo o resto. Engraçado, isto de ser escravo!

GATA disse...

O Tio Belmiro deve ter fumado umas coisas maradas...!

Clairvoyant disse...

Raios partam o velho mais aquela corja de lambe botas que estava lá a bater palmas.

E se a rapaziada substituisse o divertimento das manifestações pelo de lhes dar com um ferro nos co... na cabeça?

Estamos numa época em que estes ratos de esgoto saem todos cá para fora. Até a vergonha perderam, já dizem tudo.

Que 5 minutos tão mal empregues quando a mãe dele esteve com os joelhos para cima...