28 de dezembro de 2011

sim, a sério, existem pessoas que nunca leram nada de Saramago mas que acreditam piamente que os livros dele não têm pontuação nenhuma.


Quem diz que - e passo a citar - Saramago não usa pontuação é quem não lê Saramago.




34 comentários:

*B* disse...

:)

Eu estou a ler o Claraboia*! ;)


Beijinho, minha Cat Narizinho.





[*que bonitinho! Olha eu a escrever segundo o novo AC :s]

Lady Me disse...

Eu acabei de ler o "Todos os nomes" na segunda e gostei mesmo muito ;)

Cat disse...

*B*, vai ser o meu primeiro de 2012 :) [admiro-te mas eu ainda não consigo!]

Lady Me, e deste pela presença de pontuação, não deste? ;) É um dos meus favoritos!

Ricardo disse...

Detesto saramago (e já li livros dele para estar a falar assim)
E acho que não é tanto a pontuação dele (sim ele usa pontuação), é mais a forma dele escrever que me enfada. xD

ʝoana disse...

A pontuação existe, mas é peculiar.

Cat disse...

Ricardo, não digas "detesto Saramago" que isso parte-me o coração! :P

ʝoana, mais do que peculiar, eu diria que é mesmo característica dele. Portanto, de todo, não se pode classificar como inexistente.

Dexter disse...

Eu já li dois livros dele (um por obrigação e outro para dar o benefício da dúvida) e confesso que não gosto. Mas também reconheço que isso se deva em grande parte à enorme antipatia que sinto (sentia) em relação ao homem.

teardrop disse...

Gosto muito da escrita dele. Quem diz que não tem pontuação, podia pelo menos abrir um livro numa livraria para poder atestar o que diz :)

O Ramalhete disse...

efectivamente não usa a pontuação (convencial). (tirando os pontos finais)

Cat disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cat disse...

Dexter, não podes deixar que isso te influencie :P

teardrop, pois, é que não é difícil de averiguar.. x)

O Ramalhete, LOL. Efectivamente usa pontuação. Só não faz de uma forma convencional.

Margarida disse...

quando me dizem isso só me apetece dizer asneiras!! -.-'

Phyxsius disse...

Confirma-se que eu tenho essa ideia mas nunca li Saramago. Mas lá está, são aqueles estereótipos que se vão formando e, sem darmos por isso, povoam a nossa mente.

Faz-me lembrar o das louras burras, que pouca gente sabe estar associado a uma tentativa de boicotar o movimento feminista que nasceu nos anos 60, precisamente nos países nórdicos. Disseminou-se de tal maneira que hoje não há quem não diga que as louras são burras.

estrela do ar disse...

É mesmo isso! Se bem que os primeiros livros são melhores, mesmo no aspecto da pontuação, as pessoas deviam ler pelo menos 1 livro dele antes de opinarem...

Abby Richter disse...

Eu confesso que tenho alguma dificuldade em ler mas e so ao inicio :)

andorinha voa-voa ... disse...

Claro que há pontuação, mesmo que ela não esteja lá. Mas Cat, a isso se chama compreensão leitora e, infelizmente, há muito boa gente que não a tem. ;)

O Homem Duplicado é um dos meus favoritos e o Ano da Morte de Ricardo Reis também. Faltam-me ler alguns os primeiros - O Evangelho Segundo Jesus Cristo, o Memorial do Convento e A Jangada de Pedra.

Jedi Master Atomic disse...

Tem que ter, no mínimo, 1 ponto final :P

Zaahirah disse...

Eu nunca li nada, mas já dei uma vista de olhos e sei que tem pontuação. Mas confesso que parágrafos do tamanho do muuuuuuuuuundo não me seduzem nada. :|

Cat disse...

Margarida, dizer asneiras enquanto lhes abro uma página aleatória dum livro dele à frente da cara! --'

Phyxsius, viste? Já aprendemos os dois uma coisa hoje. Também não fazia a mínima ideia.

estrela do ar, mas não, ouvem dizer, acham aquilo um facto muito peculiar e interessante e reproduzem.

Abby Richter, depois habituas-te ;)

andorinha voa-voa, os meus favoritos são o Ensaio sobre a Cegueira, Intermitências da Morte e Todos os Nomes, se tivesse de escolher três :)

Jedi Master Atomic, vá, acreditam que não tem pontuação além do primeiro e único ponto final! :P

Cat disse...

Zaahirah, mas tu adoras ler! Assim podes ler muuuito :P

Hermione disse...

eu estou a ler o Clarabóia, tal como a B*. este livro, curiosamente, não tem muito a ver com o estilo peculiar dele... deve ser por ter sido escrito há mais tempo. mas realmente, quem diz isso de saramago e quem julga sem ler é porque não sabe o bom que é, aquele humor negro que adoro :)

Jude disse...

Eu gosto de Saramago e acho imensa piada a maneira diferente como ele escreve, com pontuação!:p

♥ Guida disse...

E o que me choca mais é ver malta de Letras a dizer isso. Pacóvios!

Beijinho

tiago leal disse...

O homem tem um estilo pessoal, para o qual contribui a pouca pontação. É um estilo inventado por ele. E pelos vistos correu bem. Por acaso também não gosto mas tenho orgulho por ele ser português!

A. disse...

Só li dois, mas não sei se foram as melhor escolha ("Memorial do convento" e "Caim") porque não fiquei grande fã do senhor. Sugestões para conseguir perceber os admiradores #1 como tu? :P Eu tenho ali "O Evangelho Segundo Jesus Cristo" e "As Intermitências da Morte", mas uma biblioteca municipal aguarda-me se me deres umas sugestões (sim, que agora com a troika, não há cá mais gastos na FNAC, que qualquer dia tenho cotas por lá). Beijinhos Cat :)

...Ju... disse...

há autores que gosto mais, mas não acho que os livros dele sejam o bicho papão que anunciam!

Sally disse...

Não é o meu estilo mas consigo claramente ver a qualidade da escrita dele e tenho muito orgulho :)

Raqs disse...

Quando andava na escola e me "obrigaram" a ler Memorial do Convento eu bem dizia "Chiça, as frases do senhor nunca mais acabam!!". Entretanto, já li + 3 livros de Saramago, incluindo o Clarabóia, e devo dizer que estou fã =) Talvez esteja mais madura intelectualmente ;P! *

D.Pereira disse...

Acho que a maioria dos que li tinha alguma pontuação e quando esta era ausente, tem uma certa estratégia e lógica.

Brownies disse...

concordo :)

By the way, convido-te a visitares o meu blog no 1º dia do ano pois vai vestir um novo layout... ano novo, blog novo :) Se não falarmos antes, desejo-te desde já um excelente ano novo.

Kikas disse...

já li dois estilos dele. usa pontuação, não da mesma maneira :p ele escreve um pouco como fala..

Progulka disse...

Gosto imenso de ler Saramago. Houve uma altura em que li vários livros dele seguidos, e não me apetecia ler mais nada, apenas Saramago. Já pensei várias vezes no facto de que, com a sua morte, não terei mais livros novos de Saramago para ler e tenho imensa pena...
Reconheço que as frases longas, os poucos parágrafos e a peculiaridade da pontuação possam dissuadir muitas pessoas.
Mas uma das coisas que acho completamente maravilhosas em Saramago são os diálogos (muito inteligentes e muito interessantes) entre as personagens.

Maria. disse...

Completamente. Ou de quem provavelmente só pegou nos resumos do memorial do convento, no secundário.

Estou a alargar o número de já lidos de Saramago e espero, muito em breve, ter completado a lista.

Clairvoyant disse...

É verdade sim senhor. Após o velhadas ganhar o prémio nobel tornou-se como que obrigatório que toda a gente lesse os livros dele.

Nunca li nada do tipo, e nem vou dizer que seja preconceito. Recuso-me a ler porque acho-o chato como pessoa. Pode até ter razão em muitas coisas, mas perde o interesse pela forma como apresenta as ideias dele. Não gosto de gente que se apresenta como muy digno e venerável, que não ri, que não faz disparates. Gente demasiado séria é enfadonha,e consequentemente chata.

Esta "obrigatoriedade" em ler as obras de referência é na minha opinião uma violência literária que deveria ser combatida. Exemplo: odeio Eça de Queirós. E porquê? Porque umas bestas quaisquer resolveram que seria leitura obrigatória nas aulas de Português. Tentei ler várias vezes e nunca passei do 2º capítulo. Finalmente desisti, memorizei um parágrafo de síntese do livro de Português e despejei-o no teste. Passei com 15. E ganhei um ódio visceral ao Eça, possivelmente nunca mais abro um livro dele na vida. Talvez que se eu o descobrisse quando estivesse preparado, a coisa corresse bem. Há 20 anos que é para mim um autor queimado e sem perspectivas de se redimir. Eis o que as leituras obrigatórias conseguem. Por motivos semelhantes também peço que não me falem sequer de Camões. Não há pachorra.

Talvez se não existisse tanta cobertura mediática sobre o Saramago, não existisse tanto hipócrita a correr para comprar os livros dele após receber o nobel só para os ter na prateleira, se eu não tivesse visto entrevistas dele em que me desapontou pela atitude de altivez e algum desprezo, tivesse tido a curiosidade de o ler. Assim, é mais um que pertence à shit list literária, e com poucas hipóteses de se redimir.

Não gosto de Saramago o homem, e por isso não leio os trabalhos dele. Respeito quem gosta, não sou fundamentalista nem evangelista. E já agora esclareço, que embora não sinta simpatia pelos ideais políticos do homem, também não é isso que me impede de apreciar o seu trabalho. É simplesmente porque o acho uma besta. E para mim é motivo suficiente. Felizes leituras a quem acha o contrário.