2 de novembro de 2009

Mais do que em Grandes Epopeias Românticas que Moveram Nações


...cada vez mais acredito que as
verdadeiras histórias de amor se constroem nos pequenos gestos. Nos do dia-a-dia, inesperados. Porque o dia-a-dia nem sempre é um filme romântico e precisa de substância. De pequenas surpresas, pequenos mimos que não temos a certeza de merecer. Precisa do ramo de gerberas cor-de-rosa que ele tira de trás das costas, sorridente, quando lhe abro a porta. Precisa das cartas de amor que lhe escrevo. Precisa da caixa de chocolates que me enviou.

Precisa daquele passeio ao nosso sítio preferido, do jantar-surpresa relaxante no fim de um dia de loucos, daquela massagem que sabe divinamente bem. Precisa das comemorações que não são em dias de data a assinalar. Precisa de sessões de mimos gratuitas, precisa do Afinal conseguiste vir!, daquela foto impressa em tamanho A4. Precisa daquele presente - sem valor monetário - mas com um valor sentimental que não há dinheiro que pague. Do pequeno almoço na cama, daquela música que traz lembranças, de velas acesas, de um bilhete deixado subrepticiamente no bolso do casaco.








18 comentários:

Pedro disse...

Muito porreiro este blog.

Aproveita e visita www.diariosemtabaco.blogspot.com

O dia a dia sem tabaco

ADEK disse...

Ah pois é:D (Tenho que fazer o André ler este post:P eheheh para nunca se esquecer!)*

Rosie Dunne disse...

e todas essas pequeninas coisas têm um significado especial, não é? :)

Framboise disse...

Também adoro pequenos gestos e valorizo-os muito mais do que 1000 palavras sem qualquer significado por vezes...
Beijinho

Jedi Master Atomic disse...

Ai que post taaaaaaaao bonito !!! Vou chorar...lol
E concordo !!!

Rita disse...

E sabem tão bem essas coisas...=)

Kikas disse...

oh, se precisa, querida Cat :) eu não diria melhor! e isto é muito melhor que qualquer carro ou casa de luxo ou qualquer coisa dessas..

Kikas disse...

e vou pela ADEK, acho que vou mostrar ao meu J. ahah

Jojozinha disse...

isso é mesmo verdade! :)

Iúri "Zúluri Regueiro" disse...

concordo sim

~ rita disse...

Quando eu for grande, vou querer um homem que faça (e fazer) dessas coisinhas fofas. :)

Galo disse...

Precisa de tudo um pouco. Pior é quando chega a hora do balde e da esfregona e "vai limpar a porcaria da casa e não me chateies, que agora quero ver a bola. E não quero ouvir o aspirador, ok?"
eheheheh

Beijo

Olhos Dourados disse...

São esses pequeno pormenores que fazem a diferença!

JorgeMiguel disse...

Sabes Cat,
este post mereceria ser mais divulgado!
Pela pedagogia do amor que colocaste.
É que hoje em dia acho que exige-se demais.
Não que devemos nos resignar ou que não devemos ser exigentes.
Mas no amor julgo que a grande maioria dos indíviduos são aprendizes.
Acho que todos deveriam ter mais conhecimento sobre comportamento humano...
E perceber os tempos em que vivemos, a tolerância que é necessária e sobretudo, sem querer significar amorfismo ou ingenuidade, o saber ser boa pessoa, o saber ser um para o outro.
Daí a simplicidade didáctica com que saboreei as tuas linhas;)
Jokas!

Post Scriptum: Após uma licenciatura em O Amor e Uma Cabana, e após alguma experiência assim tipo beijoqueira(?) para se deixar de ser caloira/o, todos deveriam fazer uma pós graduação em O Amor, a Cabana e a Partilha de Uma Banana!
[Partilha de Uma Banana como metáfora rimatória da devida manutenção da vida a dois. Nada de pensar outras coisas!:)]

Cat disse...

Pedro: vou visitar :)

ADEK: :)

Rosie Dunne: sim :)

Framboise: valorizamos demais as palavras, às vezes...

Jedi: ah e tal que sou homem e tenho de dar uma de que-ganda-lamechice, não é? xD Aaaaai, HOMENS! xD

Rita: pois sabem :)

Kikas: mostra, mostra, como quem não quer a coisa, a dar a dica... xD

Jojozinha: :)

Iúri: :)

~rita: mas como agora ainda és pequenina... ;)

Galo: oh homem, tinhas de vir aqui estragar o romantismo! xD LOL

Olhos Dourados: sim :)

Jorge Miguel: obrigado pelo comentário, adorei :) Ah, eu percebi a da banana ;) [lol]

Jedi Master Atomic disse...

É...lol

mary disse...

e eu não consigo evitar sentir-me tão feliz quando, ao ler este post, me apercebo que tenho tudo isto. e as vezes sou tao complicadinha :| alguem me salve! x) gostei imenso do post querida cat, imenso!

Cat disse...

Jedi: previsivel xD

mary: então és uma pessoa de sorte, querida. O que não quer dizer (que como eu!) não tenhamos os nossos momentos de complicações, apesar de tudo :P obrigado :)