5 de agosto de 2009

Allgarve, já foi.




E foi giro.
Calminho e relaxante e para repôr energias.



[ Onde está o cabelo-sereia? Ham... Ficou espalhado no chão de um cabeleireiro de Lisboa, a ser varrido por um brasileiro que não disfarçava o seu orgulho gay e o seu grande desgosto por me terem cortado quase metade. Ficou bem mais desgostoso do que eu. Eu fiquei leve. Afinal, gosto. ]


9 comentários:

♥ Guida disse...

Somos duas :P No meu caso, toda a gente ficou muito contente!


Beijinho

Jedi Master Atomic disse...

Não se vê a imagem :P

Zaahirah disse...

Também tenho andado a pensar dar-lhe umas tesouradas. Deixá-lo curtinho curtinho mas com estilo... falta-me é coragem!

**

Dexter disse...

Olha, já temos alguma coisa em comum: um brasileiro gay cortou-nos cabelo :x

Rosie Dunne disse...

fica mesmo levezinho o cabelo quando se corta muito. é bom sentir isso! :)

formiga disse...

Tambem deixei metade do meu no cabeleireiro no outro dia...e não me arrependo. Beijinhos

Cat disse...

Guida: eu fiquei, é isso que interessa:)

Jedi: agora já! :P

Zaahirah: nada como arriscar :)

Dexter: não, não foi ele que me cortou, ele só varreu :P

Rosie Dunne: pois é! :D

formiga: muito mais fresca, não é?

ADEK disse...

:O! Quero ver melhor!!!

*

joan of july disse...

Que engraçado, foi exactamente o que me aconteceu pós-Algarve. Parte do meu cabelo-sereia também foi cortado. Felizmente cresce muito depressa e até gosto de assim.

P.S.- encontrei o teu blog por acaso e...gosto! Vou seguir.
*