17 de abril de 2009

Especialidades

É "mal" geral. Há poucas pessoas que, depois de saberem que és de Medicina, não te perguntem: E já sabes qual é a especialidade? É uma bela pergunta, sim senhor!
Quando entrei pensava que queria Pediatria (80% das caloiras quer, não é portanto um facto a valorizar!). Agora, à medida que vou tendo contacto com as especialidades, surge o dilema de gostar de tanta coisa, que estou sempre a mudar de opinião.
Às vezes respondo que não sei. Outras respondo, assertivamente, uma especialidade. Outras digo que me interesso por esta ou aquela, entre as duas ainda não decidi.
Até já aconteceu a minha mãe ouvir-me responder "...gia" a uma pessoa e dizer "O quê? Mas ainda a semana passada querias ser outra coisa!".

Não gosto de tudo, é verdade. Há meia dúzia que excluo logo à partida, por já ter tido a oportunidade de experienciar, e ter detestado. Mas no geral, diria, que a lista não é muito pequena:

Psiquiatria
Pedopsiquiatria
Pneumologia
Pediatria
Ginecologia/ Obstetrícia
Anestesiologia
Medicina Interna
Gastrenterologia
Neurologia
Nefrologia
Hematologia
Medicina Geral e Familiar
Otorrinolaringologia


Psiquiatria não está em primeiro lugar por acaso. Estou a ter Psiquiatria agora... e estou a gostar tanto que até ando a alucinar com isso!
Das outras especialidades, já tive contacto com a maioria. Das que não tive, quando tiver, são sempre passíveis de sair da lista. Estou só a idealizá-las, como idealizava Pediatria que, apesar de não ter sido descartada, não correspondeu bem às minhas expectativas. Assim como existem outras susceptíveis de entrar.
Em relação a Medicina Geral e Familiar, não partilho da opinião generalizada e também de alguns colegas meus, que o trabalho do médico de família é passar papéis e atestados. Tive muita sorte com a minha tutora do Centro de Saúde, que era uma pessoa super dedicada. Claro que se pode sempre ser um médico de porcaria... A minha médica de família é uma parvalhona. Mas isso pode-se ser em qualquer especialidade.
Medicina Interna é sempre um destino provável para qualquer estudante de Medicina. Representa o não ter de abdicar do resto do corpo para nos dedicarmos só a um sistema de órgãos. É ter de saber tudo, para conseguir tratar tudo.

Hoje, quero responder: Psiquiatria

Mas para a próxima semana...não sei!


Nota: A entrada na especialidade, provavel e infelizmente, dependerá mais da minha nota do exame de acesso à especialidade do que da minha vontade.

18 comentários:

pedro disse...

vai pa psiquiatria assim tratas de mim quando estiver a dar em doido e pronto com tendencias suicidas ok? lol

Cat disse...

Pois, é um facto, doentes psiquiatricos nunca vão faltar :P

pedro disse...

aquilo foi prai escrito as 3 e 30 da manha lol e verdade olha a musica chama se so killing in name o of nao faz parte

Charlie, The Sinner disse...

Bem, já tive a pancada da Pediatria até vir para o Secundário e constatar que estava no curso errado, mas aqui me mantive. Se fosse eu, provavelmente escolheria Geriatria ou Medicina Legal, algo assim: pessoas velhotas há cada vez mais. Os mortos, olha, não se queixam, não se mexem e não ficas com pesos na consciência como quando morre um doente!

Enfim, já que não fui para Artes e gosto da área de saúde, penso que para o ano estarei em Enfermagem. Tenho média para outras coisas, mas prefiro Enfermagem.

Beijinho

pedro disse...

tb andei em artes ate que percebi que nao e a minha praia,por isso traduçao e o que curto

Cat disse...

Charlie, The Sinnes: eu tbm tinha essa opinião relaxada acerca de mortos. Mas depois da primeira autópsia (que foi o ano passado), muda-se loguinho de opinião. Não é nada fácil.

Estás no 12º? Enfermagem é muito bonito. Era onde eu estaria tbm, se não estivesse onde estou.

Beijinho *

Cat disse...

* Sinner

disse...

Bme, eu invejo-te - mas uma inveja boa, saudável - porque gostava de ter tido a oportunidade de seguir medicina. Por parvoíce fui para letras - achei que a entrada seria muito difícil...depois tirei psicologia e adoro, menos mal.
Acredito que tenhas uma grande e difícil decisão pela frente, por isso, boa sorte ;)

Cat disse...

Já reparaste como toda a gente sente que, em determinada altura, seguiu uma coisa errada ou devia ter experimentado outra? O importante é gostar, ainda bem que gostas, Bê! :)

Rita disse...

Bem, eu estou em Enfermagem e a dar Saúde Mental e Psiquiátrica. Estou a gostar muito da teoria! A prática não sei...mas de segunda a quarta vou ter que o que eles gostam de chamar "Experiência Pedagógica" a.k.a Estágio de Observação para nos habituarmos à coisa :)
Do que já experienciei até agora, talvez escolhesse pediatria ou paliativos (muito a ver...)

*

Cat disse...

Rita:

realmente, não tem nada a ver! :P Mas é bom ter assim uma área de interesses alargada, não te limitares. A prática é mais assustadora do que a teoria :)

Menina do Mar disse...

Rita, olha que coincidência então não é que também vou estar nessa experiência pedagógica?? porque será?? loool

Bem mas eu tenho um bocadinho de receio da área da psiquiatria...Não sei, acho que não combina comigo, mas depois do estágio logo faço o balaço. Porque em enfermagem, já aprendi que nem tudo é o que pensamos à partida.
*

Rita disse...

Anestesiologia, really?

Joana disse...

Apesar de não saber metade dos nomes que ai estão, pronto acho que Psiquiatria deve de ser interessante. Mais nenhuma me fascina.. Mas pronto, estar no curso é completamente diferente; o importante é seguir algo com que cada um se identifique :)

mary disse...

quando era pequenina queria ser pediatra! e quis durante muito tempo até compreender que nunca teria média para entrar em medicina! frustrante :X

C. disse...

Sinto o mesmo que tu e ainda só estou no segundo ano. Toda a gente pergunta que especialidade queremos. É incomodativo, é chato, é irritante. Vemos tanta coisa que não conseguimos escolher (eu ainda não escolhi nem vou escolhr por enquanto, parece-me). E a verdade é que sabemos bem aquelas que nao gostamos... já a que mais gostamos... é dificil!
Por favor nao perguntem mais a especialidade a estudantes de medicina, sim sim sim?

Boa sorte para este aninho!!!

Patrícia B. disse...

Perguntavam-te: "O que é que fazes da vida?"
Respondias: "Sou Otorrinolaringologista"

Essa palavra tem o seu 'quê' de charme :D

Serena Woodsen disse...

Ginecologia/ Obstetrícia

Obstetrícia era o meu sonho desde os 5 anos.. :( se eu soubesse o que sei hoje..