3 de maio de 2013

queima, fim-de-semana, trabalho, cenas aleatórias e depois pronto, páro de me queixar.

Quando eu era uma pessoa jovem - tipo o ano passado! - nesta sexta-feira à noite, estaria provavelmente em coimbra a preparar-me para a Queima enquanto bebia, ao jantar, um vinho de qualidade duvidosa em casa da minha irmã. Como agora sou uma pessoa trabalhadora e booooring responsável, estou fechada em casa a fazer trabalho em horário pós-laboral que me vai dar para um fim-de-semana todo, enquanto bebo uma bebida energética cujo nome não me pagam para divulgar para resistir ao facto de ontem só ter dormido quatro horas por também ter estado a trabalhar. 


Bom fim-de-semana, cherries!


4 comentários:

Idialecto de Sepúlveda disse...

Now I do understand why anybody can be someone.

i. disse...

Claramente.. TENHO QUE APROVEITAR!! :p

Clairvoyant disse...

Mai nada. É precisamente para isso que as pessoas sonham, estudam e trabalham. Para nos tornarmos escravos do dever, com ocasionais periodos de prazer.

Como eu compreendo o Herman quando afirmava que o seu maior luxo era ter tempo para não fazer nada.

Cat disse...

É f*dido, F*dido mesmo, cair-nos a fichinha e realizarmos que já não temos, tempo, idade e disposição para ir às queimas :'(

Saudade*