14 de novembro de 2012

não há almoços grátis.

Os dois tipos de publicidade que me irritam nos blogues

Um - Tipo descarada. Este tipo de publicidade chateia, atormenta, azucrina! Uma pessoa abre um blogue, em princípio porque aprecia o seu conteúdo e zás, anúncios a piscar, anúncios a deslocarem-se para um lado e para o outro, anúncios que reclamam Eeeeei, estou aqui, sou tão chato que vais ter de olhar para mim de qualquer maneira! É poluição visual, é rasca. E chateia ainda mais quando são pessoas que escrevem maravilhosamente bem, demasiado bem para ter necessidade de tal coisa, como Cocós e etcs.

Dois - Tipo dissimulada, sonsinha. Ora-vamos-lá-ver-se-ninguém-repara-que-é-publicidade. E descrevem alegremente Ah experimentei determinado produto / carro / roupa / batôn / serviço de televisão por cabo completamente por acaso, de forma totalmente aleatória e adorei, é a coisa mais espectacular de sempre, estou viciada! e pode ser que ninguém note Esqueçam, nota-se! E é reles. Uma pessoa acaba por se sentir meio defraudada. Eu, pelo menos.


[ Eu sou uma miséria. E depois deste texto acabei de arruinar qualquer possibilidade de deixar de ser. Recebi um Samsung Diva, sim senhora, que avisei logo que me tinha sido oferecido (se quiserem podem enviar-me outro que esse já lá vai!). De resto, nada que valha a pena. Já recebi mails daquelas marcas de produtos de beleza que estão em todos os blogues, já recebi convites para eventos com direito a make-up e um cabazinho de produtos e coisas do género. Mas, sinceramente, não acho nada que compense poluir os coraçõezinhos do fundo deste blogue. Além de que não tenho tempo, paciência ou vontade para ir a eventos do género. Parto-me a rir só de me tentar imaginar com ar de dondoca e o meu sorriso nº 3 a posar em frente a um painel gigante da marca. Filhos, a minha vida não dá para isso nem foi esse o objectivo da criação deste blogue. Mas aviso já que se me oferecerem um Fiat 500 ou uma vespa ou um fim-de-semana nas Ilhas Gregas para dois me transformo logo numa slut das marcas, ah ah.]

20 comentários:

S* disse...

Eu nem sou assim careira, se me derem uns cremes e uns perfumes eu vendo-me. ahahahah

Tirando isso, a publicidade POR LEI tem de ser identificada.

Jedi Master Atomic disse...

Cat,

Espero que percebas que acabaste de fazer publicidade a vários blogs :P

*C*inderela disse...

E o mais chato é tentar encontrar um blog que não faça publicidade, uma raridade nos dias que correm :(
Também nunca aceite esse tipo de publicidade mas por um Fiat 500 (que eu adoro) nem pensava duas vezes, AHAHAH.

Bjokas

Carolina disse...

Recusei vários convites de marcas exactamente por isso. Não vou dizer bem de um produto se não gostei dele e não vou dizer que um perfume é fantástico se nunca o cheirei. Só falo das coisas que conheço e digo o que achei delas, seja bom ou mau. Falo de produtos no meu blogue mas não os recebi de nenhuma marca (mais valia! visto que fiz publicidade na mesma acho que merecia uma comissão qualquer!) :)

Mia disse...

Se não gostas do modo 2, não visites o ÀS 9, aviso. Já não se conseguem distinguir os textos, as dicas, os conselhos :S

Hermione disse...

a mim nunca me ofereceram nada :( sou uma renegada LOL

Cat disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cat disse...

S*, aii que vendida! x) Sério? Isso não sabia. Andam por aí muitos ilegais. Ou então o problema pode estar no que se interpreta por "identificar a publicidade"...

Jedi Master Atomic, sério? Os eteceteras?

*C*inderela, muito bem observado. São muito mais os que se "venderam" do que os outros.

Carolina, o problema é que hoje em dia já se torna difícil distinguir quem fala de determinado produto porque gosta realmente ou quem fala porque tem qualquer parceria com a marca. Pooois, em ti já não vale a pena investirem, se acabas por fazer publicidade de borla ;)

Mia, sério? Se calhar sou um bocado ingénua então, não é dos que tenho reparado mais que publicita dissimuladamente (ou então acreditava que eram mesmo opiniões dela!)

Hermione, oooh! Queres que eu te ofereça um creme? Pode ser um Nívea da lata azul? ;)

Isa disse...

Cat, toda essa gentalha que ganha dinheiro nos blogs com publicidade e nao a identifica está a ir contra o código da dita e nao sei mesmo como é que ainda nao foram denunciados. de resto, concordo com tudo e espero nunca ter de me vender, nem por um fiat 600... mas se tiver de o fazer, por circunstâncias da vida, podes ter a certeza de que indicarei: este foi um post patrocinado.
Bjo

Beatriz disse...

Eu acho que a Às nove faz publicidade bem clara, quando a faz. E que me lembre, assim recentemente, só fez mesmo ao carro. (ela própria disse que lho "emprestaram" e sinceramente acho que não tenha sido relacionado com o blogue... não sei se a Mercedes procura blogues onde ter publicidade; não me cheira que precise.)

S* disse...

Ao trabalho que eu me dei:

Artigo 8º
(Princípio da identificabilidade)

1 - A publicidade tem de ser inequivocamente identificada como tal, qualquer que seja o meio de difusão utilizado.

http://www.aacs.pt/legislacao/codigo_da_publicidade.htm


Pronto, é isto. E é feio, muito feio, não cumprirem.

MaGu disse...

há muita gente que faz. e cada vez me parece haver mais.

GATA disse...

O meu 'berloque' não tem nem o exemplo 1 nem o exemplo 2. E nunca recebi nada, portanto ganhei-te em miséria! :-) Ah, as amostras de perfumes que nos dão - quando dão! - na Sephora ou na Douglas não contam, certo???

[...'travail oblige', tenho que ir a vários eventos, mas escapo sempre que posso, é que já não sou nova e não sou rica, tenho que começar a poupar nos sorrisos da praxe, para evitar as rugas!]

Jo disse...

Sempre que alguma marca me oferece alguma coisa faço questão de deixar isso bem claro. E sendo oferecido ou não, a minha opinião sobre determinado produto/experiência/... é sempre verdadeira e sincera. Acho que só assim faz sentido!

Cat disse...

Isa, ah mulher, isso é que é falar! Além de que quem se vende por um creme de corpo não é, de certeza, por "circunstâncias" difíceis "de vida".

Beatriz, o carro reparei que parecia um bocadinho exagero para não ser patrocinado. Apesar de também achar estranho que tal marca o fizesse. Mas sei lá, isto hoje em dia...!

S*, muito obrigado pelo esclarecimento, não fazia mesmo a mínima ideia.

MaGu, mesmo!

GATA, hum, acho que não contam, não! Também são tão pequeniiinas essas! [ Ah ah, e também tens de posar?! x) ]

Jo, as marcas oferecem-te produtos para testar, é isso? E se experimentares um produto que detestes tens a liberdade total para dizer que é péssimo, horrível?

L. disse...

Como também não é isso que procuro nos blogs que leio (mera publicidade) não me chateia muito. Mas sim, é preciso uma grande dose de paciência.

Flor disse...

A publicidade mais chata e irritante (e com mais audiência) é a que está presente no multibanco e no entanto deves utiliza-lo muitas vezes!
As coisas evoluem e compreende-se que as empresas tentem arranjar novas soluções para entrar em contacto com o seu target. Tu própria com este post fizeste publicidade implicitamente a uma série de blogs.
Se publicidade nos blogues te fizeram escrever um post, então elas deveriam ser mesmo irritantes, o que significa que o objetivo da empresa foi concretizado. Afectaram.

:)

*

Cat disse...

L., eu também não procuro. Mas encontro sem o querer.

Flor, o objectivo da empresa é que as pessoas falem disso, independentemente de falarem bem ou mal? Eu, por exemplo, quando vejo um post desse género, ignoro o produto e penso "certo, foi paga para dizer isto", não aconteu uma única vez ter comprado alguma coisa por influência de posts do género em blogues. Se o objectivo é esse então, pronto, está a ser cumprido, sim senhora! Não é a publicidade em si que me chateia, essa está em todo o lado, nas revistas, jornais, tv, outdoors, transportes públicos, elevadores, não podemos fugir dela e vale o que vale. O que me chateia é que alguém que não vive do seu blogue (que saiba só existe UM caso em Portugal), disponibilizar-se para escrever um texto a dizer que "adoro o creme X" só para o receber gratuitamente. Além de que, como já disseram em comentários anteriores, é ilegal.

Flor disse...

Cat, desse teu ponto de vista abordado agora no final, só tenho que concordar contigo, se o mesmo realmente acontecer, ou seja, se as pessoas experimentarem e disserem que gostam apenas pelo interesse.
O meu comentário foi completamente direccionado para outro lado, para o lado em que percebi que criticavas aquelas publicidades que podemos ver imensas vezes em alguns blogs, que piscam dos lados, no final, whatever, era a isso que me referia.
Quanto ao ser ilegal, é, mas é muito difícil de provar seja o que for nestes casos.
"Doeu-me" um bocadinho, é a minha área.
Gosto do blog. :)

*

Bafejada pelas Musas disse...

É por isto que, ainda que passe uma década sem vir aqui, acabo sempre por voltar:) Adoro ler-te:)

Beijo