6 de fevereiro de 2012

más interpretações do post abaixo.

Ei pessoas! Eu não disse que estava a ficar pra tia como quem se queixa. Mas é que meeeeeeeeesmo de todo. 

Nem me deixem comentários em tom de oooh, coitadinha da moça!, não fiques triste que ainda há esperança para ti! É que tendo de escolher, assim de repente, apetecia-me mais levar uma carga de porrada do que estar casada e com filhos, cruzes credo váderetro. E deixava de poder sair todos os fins-de-semana?!... (Só para vocês verem a minha lista de prioridades!). E além disso, a minha relação com crianças é um bocadinho parecida com a minha relação com os cães. Suportável desde que mantida a distância de segurança de 20metros. Ou se estiverem a dormir. Ou de açaime e/ou trela. (*). 

A maioria das pessoas de 24 anos estarem casadas ou com filhos é, para mim, um fenómeno muito estranho. E não no bom sentido da estranheza.



(*) Vá, este último talvez só aplicável aos canídeos

20 comentários:

Zaahirah disse...

Clap clap para a Cat (e isto até rimou!).

Deixa lá, que para mim, aos 27, continua a ser uma estranheza ver a malta amiga casada e com filhos. :|

Agnes disse...

Sim, aos 24 parece-me um bocado estranho o pessoal já estar casado e em vias de ter filhos (digo eu, que também os tenho, os 24 anos, entenda-se!). Beijinho!

Jedi Master Atomic disse...

O meu comentário preferido foi o da S*.....LOL

Zaahirah, "clap" não rima com "cat" :P

GATA disse...

Entre cães e crianças, prefiro os cães, claro! E sem açaime! :-)

GATA disse...

Entre cães e crianças, prefiro os cães, claro! E sem açaime! :-)

Mushroom disse...

Revi-me tanto neste post! loool
Mas sabes que apesar de nos parecer estranho, é muito normal ver isso a acontecer, principalmente em quem não prosseguiu os estudos para a universidade! Mas penso como tu, cruzes, credo, váderetro!!

Lady Me disse...

I agree! Estar CASADO e TER FILHOS aos 24 ou menos dá-me ataques de pânico. Não é a Lady Me que se mete numa dessas, não, não! Estamos tão bem assim! Sair, sair, viver, divertir! E crianças: medo!

Cat disse...

Zaahirah, acredito que sim. Será que isto algum dia passa?

Agnes, é, não é?

Jedi Master Atomic, sim, o da S* foi bom ;) Não rima mas quase rima!

GATA, nunca coloquei a questão nesses termos. Tendo mesmo mesmo de escolher...hummm, venha o diabo e escolha! :P

Mushroom, sim, as pessoas que conheço assim não continuaram a estudar. Até faz algum sentido, se calhar.

Cat disse...

Lady Me, pois estaaaamos :D és das minhas!

Dexter disse...

Cat, eu não sou casado mas é como se estivesse e tenho um filho, e saio todas as semanas. Claro que tenho família na qual confio para deixar o G., mas tirando certas coisas, faço tudo o que fazia antes de ser pai (ao apelidar-me de pai até parece que sou um gajo maduro e responsável).

Não acho que seja pior pai por isso.

Dexter disse...

Claro que eu acho que sou a excepção, porque muita gente encara a ideia de ter filhos como "prisão" e "a minha vida acabou". Isso só é verdade se fizerem por isso. Acreditem ou não, é possível cuidar do filho e dar-lhe uma educação proveitosa, sem deixar de fazer as coisas normais que uma pessoa de 27 anos (no meu caso) faz. É preciso é ter mente aberta!

Jedi Master Atomic disse...

Dexter,

Além de mente aberta, também é preciso ter o backup da familia. Quem não tiver, fica quase que prisioneiro. Embora possa sempre arranjar baby-sitters mas isso já requere confiança.

disse...

Também me parece muitooo cedo. Com 24 anos fui viver sozinha (amei!) e só me casei aos 30. Tudo a seu tempo. E o que importa é que faças as coisas quando as quiseres e te sentires preparada para as fazer. Raiosparta as generalizações.

Bluebluesky disse...

Acho que tudo depende da vida que cada um levar depois (e antes) de decidir casar e ter filhos, independetemente da idade.
(e sim, a mim às vezes tb me faz "confusão" ver os amigos todos da minha idade a casar e ser pais, embora fique muito feliz por eles!)

м♥ disse...

eu também não tenho pressa nenhuma pra isso tudo. há tanto tempo ainda! Primeiro há que aproveitar a vida de solteiro, sair, e acima de tudo construir uma vida minimamente estável. o resto vem depois. com 24 anos tens ainda muito tempo!

MaGu disse...

Eu estou na tua faixa etária e não tenho planos para ficar para tia, mas também não tenho intenções de alterar a situação. Filhos daqui só se for daqui a alguns anos. Por isso consigo entender-te. Observação: Aqui à uns 5 anos havia raparigas nos seus 16 ou 17 anos grávidas até à ultima escala. Por isso acredita que com a nossa idade não é tão estranho assim.

Maria. disse...

Totalmente de acordo, mais uma vez. Não entendo e não me parece que virei a entender o porque de pessoal tão novo preferir enterrar-se em casa casado e com filhos do que aproveitar a vida, crescer e tornar-se primeiro independente e individual. Mas pronto...

ADEK disse...

Oh Catzinha, cada pessoa sabe como orientar a sua vida :) Eu sou casada e tenho uma vida social ainda mais activa do que antes! Juntei as minhas "actividades" às dele:P Mas obviamente que se vês no casamento a impossibilidade de continuares a ter a vida sob o prisma que mais gostas, é normal que não ponderes isso tão cedo:) E no final, todos estamos certos: quem quer casar e quem não quer para já ou mesmo para depois :) Idem com os filhos:P

Bafejada pelas Musas disse...

Maria Cat, eu tenho a tua idade e hoje foi a primeira vez que cozinhei, desde que vivo sozinha(remonta a setembro do ano passado). Como ia ter marido e filhos?:D Pior, ainda nem conheço bem o raio do programa da máquina de lavar... Ia ver mais desenhos animados que os meus wanna be´s filhos:)

Cat disse...

Dexter, eu acreditar, acreditar, acredito. E acho que vocês são espectaculares por isso. Mas também acredito que isso não seja possível para a maioria das pessoas. Ter um filho não pode ser igual a não ter! E como disse o falaste, ajuda familiar também conta muito e isso é uma coisa que muitas pessoas hoje em dia, nem que seja por causa da distância, não têm. Mas admiro-vos. Mesmo a sério!

Bluebluesky, acho que principalmente a vida que tiveram antes.

м♥, é isso mesmo :)

MaGu, sim, por mais que me custe acreditar nisso, se eu ficasse grávida, já não era uma gravidez adolescente :P

Maria., são escolhas. Eu é que não tenho capacidade suficiente para as compreender, se calhar.

ADEK, oh, claro que sim! O que não quer dizer que não me faça confusão que alguém da minha idade e que andou comigo na escola, não possa vir beber um copo num sábado à noite porque tem de dar de mamar, não é? ;)

Bafejada pelas Musas, é o que eu penso, nem de mim sei tomar conta bem --'