9 de setembro de 2011

sério?




Cheira-me que o que pouparem em pílulas vão gastar em IVGs mas pronto, espero que não. Que seja só pessimismo da minha parte.

23 comentários:

GATA disse...

Mas tens dúvidas???

Também pode ser uma política de aumento da natalidade... (ironic mode!)

Lady Me disse...

Foi exactamente o que eu disse. Há cada uma, até me ri com esta notícia. Eu até pensei que é uma medida pra aumentar o nº de bebés, a ver de renovam um país envelhecido, mas não, é apenas Portugal no seu melhor.

Riga/V-1-Boy disse...

a unica coisa má é as IVG terem comparticipaçao e nao terem taxas moderadoras.

de resto:

existe uma pilula que deixa de ser comparticipada( mas que é distribuida gratuitamente nos centros de saude), mas existem mais marcas de pilula que sao mais baratas que esta que deixa de ser e custava 5 euros.

depois existem mais meios de contracepçao, e também existem que utilize por exemplo a pilula do dia seguinte estilo mentos.

se me permites um off topic:

eu nao percebo este pessoal no nosso pais, temos que pagar as cenas e temos de cortar, mas se cortam x, criticam o governo porque deviam ter cortado y, se cortam y criticam porque deviam ter cortado z se cortam z, etc, alias o que se v~e é que cada vez que alguem do governo abre a boca ai jesus que nao deviam fazer isso.

o que vejo por ai é disserem que se devia fazer greve geral, que se devia partir tudo, agarrar em armas, etc, mas trabalhar e fazer algo produtivo para ajudar o pais tá quieto.

se ganham 500 é mau porque deviam ganhar 1000, sinceramente quem me dera a mim ter alguem que me desse trabalhoe pagasse 500 ou memso o salario minimo, preferia isso do que andar a viver de subsidios e a reclamar de tudo o que se faz

S* disse...

Lamentável.

Mushroom disse...

Por um lado é mau, o desconto dá jeito a muita gente! Mas por outro lado, ele (o ministro da saúde) tem razão, a pílula vai continuar a ser distribuída gratuitamente e apesar de tudo há muita gente que não usufrui do desconto!
Aliás, eu falo por mim, eu vou directamente à farmácia buscar, não tenho médico onde resido, e não tenho tempo de ir para a terrinha tratar disso! Que outra opção me resta?

Ahh, depois também há aquelas pessoas que preferem ir logo à farmácia, porque a ideia de irem a uma consulta de planeamento familiar e as outras pessoas verem é impensável! Depois começam a falar! True story!

Cat disse...

GATA, deve resultar --'

Lady Me, há com cada uma!

Riga/V-1-Boy, UMA pílula que deixa de ser comparticipada? Não sei onde leste isso. Os anticontraceptivos orais deixam de ser comparticipados (eram comparticipados a 69%). Sim, eu sei que são distribuídas nos Centros de Saúde, já estagiei num. Acontece que são distribuídas SÓ algumas pílulas (as mesmas pílulas não podem ser aplicadas a todas as mulheres, algumas mulheres têm contra-indicadas determinadas pílulas pelos seus efeitos secundários, por exemplo), muitas vezes existe ruptura de stock e, a maioria das mulheres, se pertencentes à classe trabalhadora, não têm disponibilidade para se deslocar com frequência ao centro de saúde (já nem vamos entrar no assunto dos centros de saúde onde precisas de ir para lá de madrugada para conseguir consulta). Eu sei que tem de se cortar, até acho que têm cortado bem em muitas sítios. O que não acho que seja o caso deste. Cortar a comparticipação de umas das principais formas de controlo de natalidade é quase de país de 3º mundo.

S*, mesmo.

Cat disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cat disse...

Mushroom, sim, isso é verdade. Mas o facto de muitas mulheres até agora não beneficiarem da comparticipação não quer dizer que não viessem a precisar. Então nos tempos que correm! Uma coisa é não beneficiar por opção, por uma questão de ser mais prático, de etc etc. Outra é não poder beneficiar porque o beneficio já não existe. [A mim não que a minha não é comparticipada --']

O gajo disse...

É só pessimismo... então... o tuga pratica o coito interrompido! :)

Ana disse...

Totalmente de acordo.

...Ju... disse...

para não variar muito, têm as prioridades trocadas...

Carla disse...

E da descida na comparticipação de medicamentos para a asma, ninguém fala?
Isso sim, vergonhoso, a asma mata.
A dose de medicamentos (entre bombas SOS, mais as de prevenção, broncodilatadores para controlo,vacinas etc etc vão mais de 200€ mensais. O que resta?...deixá-los de tomar e esperar aguentar até ao Hospital mais próximo?
É chocante a decisão na pílula, mas há alternativas...e os asmáticos?...morrem?!

*B* disse...

Concordo, querida.

Jasmim disse...

Partilho da mesma ideia... cá estamos para ver...

Satine disse...

O próximo passo vai ser um retrocesso social ainda maior... qualquer dia voltam atrás com a despenalização do aborto, começam a encerrar lares de acolhimento e a dificultar ainda mais a adopção.
Então não é a isto que se chama evoluir?!

Enfim.. Não há palavras para isto. =/

Ninna Jules disse...

Isso da pílula do dia seguinte, como foi referido acima, nem devia ser considerado um contraceptivo. não se deve fazer um uso abusivo desse método e toda a gente sabe - ou devia saber - isso.

agora, sim, também não acho que seja a medida mais indicada e concordo quando dizer que se vai gastar mais em interrupções voluntárias de gravidez. a médio ou longo prazo vão haver consequencias, a meu ver, piores.

e a cena de cortarem também naquelas 3 vacinas é outra que também não me agrada nada.

enfim, Portugal e suas políticas da salvação -.-

Ana Marta disse...

Está tudo louco. Em vez de deixarem de comparticipar a pílula podiam era deixar de comparticipar os ordenados churudos de muitos deputados --'

Red disse...

é o incentivo à natalidade. sério. eles é que se esqueceram de dizer isso!

mary disse...

Ainda bem que eu trouxe do centro de saude seis caixas comigo para o Brasil. Depois disso, ebaaaaa, vamos fazer bebes!!!

Noites disse...

Eu quase que nem acredito..a minha custa 30 euros, é um pouco cara...

__leaving_to_live__ disse...

Este assunto não faz sentido nenhum.

As pílulas são Á BORLA!

Não sei porque é que se continuam sequer a comprar na Farmácia!

O Centro de Saúde tem todas.

E não precisas de marcar consulta ou de ter médico de família para as receberes, é só ir falar com a Enfermeira!

Cat disse...

_leaving_to_live, garanto-te que o CS onde eu estive não tinha todas.

Kikas disse...

não posso mesmo concordar com esta medida.. se ainda por cima distribuem gratuitamente em consultas de planeamento familiar -.- e deixarem de comparticipar as vacinas então.. ultrapassa-me!