6 de abril de 2011

imaginemos dois doentes, exactamente com os mesmos problemas médicos, psicológicos e sociais.

No Centro de Saúde, à pergunta Então como tem passado?

Doente tipo 1 (85% deles) - Aaaaa(aqui já os topei)aaiiiii muuuuito mal sôdotôra. Isto tem andado muito mal. É dores nas pernas, dores nos braços, dores nas costas, dores nos joelhos, dores nos pés, dores no pescoço, dores nas ancas. Já disse dores nas costas?  E ainda tenho a boca seca, arroto muito, tenho uma borbulha na testa, uma bolha no dedo grande do pé, ando toda podre e agora com a Primavera, aaai, isto é só a piorar. Com o Outono e o Inverno também foi mas na Primavera é pior ainda. E tenho aqui uma sensação na garganta, como é que eu hei-de explicar? Às vezes vou para falar e estou rouca e tenho de tossir para deixar de estar assim! Aaai que isto anda tão mal. E o meu marido que tem úlsura no estômago, não chegavam já os diabretes e o castrol. Ele era para ser operado mas depois não foi porque o nosso cão morreu na véspera. Morreu porque o cão da Joaquina lhe pegou uma doença. E quem também está muito mal é o marido da Joaquina, doem-lhe muito as pernas. Já disse à doutora que também me doem muito as pernas?

Doente tipo 2  (1%) - Tenho andado bem. (YES!) Tenho as dores da osteoporose do costume... mas isso vou ter sempre, não é?, tenho de viver com elas. Aquele medicamento que me deu da outra vez tem feito bem, pior não posso dizer que esteja. De resto, tenho tentado fazer uma caminhada todos os dias, como o doutor me disse. À hora de almoço, vou sempre buscar os meus netos à escola e dou-lhes o almoço em minha casa. Depois à tarde ou vou beber chá com as minhas amigas ou então vou cuidar do meu jardim. E agora é altura de plantar girassóis, a doutora sabia?


E as doentes de 75 anos do tipo 2 aparentam ser mais novas do que as de 60 anos do tipo 1. É um fenómeno incrível. Ontem, depois de uma doente sair, fui três vezes confimar que aquela jovialidade que tinha acabado de sair dali, como quem flutua, tinha 75 anos.



21 comentários:

a Gaja disse...

Deviam ser todos doentes tipo 2. Muito gostam as pessoas de se queixar e de arranjar doenças quando por vezes é simplesmente da idade...mas isto sou só eu que não percebo nada de saúde a achar,lol

...Ju... disse...

eu queria tanto que te tivesses enganado ali nas percentagens, mas não.. é verdade verdadinha! eu até estranho quando encontro os do tipo 2!

Close up! disse...

Muitos estão assim derivado à solidão e encontram nos centros de saúde uma forma de a tentar combater...

Jedi Master Atomic disse...

Eu voto na Cat para ministra da saude. Quem está comigo? :P

Helena de Troia disse...

Também estou num Centro de Saúde loool sei o que isso é. Mas no meu caso, a esses problemas todos, acrescem os económicos, o que torna a coisa muuuuuito melhor!
Mas sim, muitos vêm ter comigo 3 vezes por semana exactamente para combater a solidão, e ligam-me para falar do que deram ao gato ou do que compraram na drogaria... :\

Cat disse...

a Gaja, a idade é uma chatice. Quase todos os doentes velhotes têm dores generalizadas que se aliviam mas não se tratam e vão tê-las pra sempre com tendência a piorar :X

...Ju..., uma pessoa estranha mesmo. Apetece perguntar "mas tem a certeza de que está bem? Não lhe dói a cabeça? E as costas? E o pescoço? E não arde quando faz chichi? Não tem tosse? Tem a certeza?" x)

Close up!, obviamente que sim. Mas a experiência que tenho tido com essas pessoas diz-me que parar é a morte do artista. Quanto menos uma pessoa faz, mais se isola e menos quer fazer e é um ciclo vicioso.

Jedi Master Atomic, mas se me continuarem a deixar usar os ténis cor-de-rosa e a unhas azuis. Achas que deixam?

Helena de Troia, sim, isso claro, o que pesa à maioria dos velhotes é a solidão. Mas nestes dois exemplos que comparava, falo de pessoas com bom suporte familiar.

GATA disse...

A "úlsura" é gira, mas a "ursula" (será a Andress?!) também é fixe.

Uma vez tive que sair da sala de espera do Centro de Saúde, com um suposto ataque de tosse, quando ouvi uma senhora dizer que o marido, coitado, tinha –e cito– "uma URSA no estômago"!

Sofia disse...

Pois que é assim: uns choram a crise, outros aproveitam e vendem lenços ;) Tem tudo a ver com a atitude perante a vida.
Bjinhos

Fresco_e_Fofo disse...

Eu acho que sou do tipo dois, mas sem netos eheheh
- Então de que é que se queixa hoje?
- Vim mais porque os medicamentos estão a acabar. De resto está tudo mais ou menos.
- Está na altura de fazer mais umas análises.
Pois... que remédio, não é. Não me apetecia nada, até porque este mês estou cheio de exames e consultas, por causa do outro problema... mas se tem de ser, vou ver se despacho isto na quinta ou na sexta, porque os dias estão bons é para passear.

Depois chego a casa e levo com "a outra":
- Então a consulta?
- Correu bem. Eram 9 e meia e já estava na rua.
- Queixaste-te daquela dor no peito?
- Esqueci-me (eheheh). Também já não me doí há mais de uma semana e eu hoje só fui ao médico porque ele queria análises em Abril e porque os comprimidos estavam a acabar.
Além disso sabes que eu não me importo com dores no peito. Eu até gostava de morrer de repente eheheh.

Hermione disse...

é bem verdade, eu também comprovo isso como [projecto de] Fisioterapeuta =p

Mr. Greg disse...

E os outros 14%?

Cat disse...

GATA, ursa é muito bom. Então e era uma ursa polar, uma ursa castanha, o que sabes sobre a ursa?

Sofia, uma coisa nunca é má pra toda a gente!

Fresco_e_Fofo, também não é preciso exagerar. Se tens queixas, tens de te queixar, ó totó!

Hermione, e aposto que preferes os tipo 2 ;)

Mr.Greg são os "normais", nem demasiado optimistas nem eu-é-que-tenho-tudo-o-que-é-mau.

Dexter disse...

Eu sou daquele tipo de gajo que foge do médico como o Diabo foge da cruz. Tenho sempre a sensação que me vão descobrir uma doença grave (hipocondríaco much?). Se chegar a velho, vou ser daqueles em que "está sempre tudo bem". Ou então não.

Henrique Marques disse...

O falta o doente tipo 3 (0%). O que não aparece!

Red disse...

andas a dar consultas à minha avó, admite. e não, não é das joviaizinhas -.-'

mary disse...

a saúde é quase mais mental que outra coisa qualquer! a idade somos nos quem as ditamos... podemos ter quarenta anos e aparentar 60, ou o contrario! é tudo uma questao de como encarar a vida...

Ana disse...

Olá :)
Comecei um blog para vender algumas coisas novas e em 2a mão que já não uso, e estou a oferecer algumas coisinhas!

Para participar:

http://getoutofmycloset.blogspot.com/2011/04/giveaway.html

beijinhos*

Rosa Cueca disse...

Eu tenho sempre a pontaria de me calharem velhinhas do tipo 1: comboio, hospital, paragens de autocarro, you name it.
Sou um íman. E um poço de paciência também.

Kikas disse...

ia perguntar pelos restantes 14%, mas já li a resposta :p era bom que toda a gente fosse do tipo 2!

Lady Me disse...

Eu vejo isso muitas vezes aqui nas minhas vizinhas que têm idades entre os 60 e os 80 anos. E são mesmo assim. Umas competem para ver quem está mais mal e quem colecciona mais doenças e as que realmente têm nem se queixam assim tanto. Enfim.! Haja paciência.

Cat disse...

Dexter, eh pá, desde que não tenhas mesmo nada, "está tudo bem" é o que gostamos de ouvir!

Henrique Marques, isso é que era bom!:P

Red, à tua e a tantas outras!

mary, e há pessoas que envelhecem tão mas tão mal na sua forma de estar na vida!

Rosa Cueca, é preciso uma dose industrial disso!

Kikas, isso não podia ser em Portugal!

Lady Me, como se o BOM fosse ter o máximo de coisas possivel!