18 de outubro de 2010

Sim, eu já sei que isto é assim, já sabia que um dia ia acontecer, já sei que tenho de aprender a lidar melhor com isso. Mas, na prática, estes pressupostos teóricos não fazem diferença nenhuma.

Hoje tive de dizer a uma pessoa que o doente que ela vinha visitar tinha morrido há uma hora. Os joelhos tremeram-me, só me apetecia fugir, fingir que não sabia, ir chamar alguém para dar a notícia.

Por mais abundante que seja a linguagem não-verbal, por mais que consigamos que a outra pessoa sinta o quanto lamentamos, por mais coisas que se digam antes e depois, não há outra forma de se dizer o que se tem de dizer senão O Sr.C. faleceu. É incontornável, ponto. E isso custa tanto.

E não me consigo libertar da sensação tão estranha e incómoda que me está a consumir desde que essas palavras saíram da minha boca. E da cara e dos olhos que, à minha frente, se abriram num Faleceu?... como quem não consegue acreditar.

31 comentários:

Ana disse...

Olha Cat, apenas o facto de te sentires assim já faz de ti uma profissional muito especial.
Era "bom" (para ti) que com o tempo isso mudasse e conseguisses alhear-te do verdadeiro significado de "faleceu" e passasse a ser uma coisa banal (como certamente sabes que para alguns profissionais é). Se isso acontecer, será certamente "melhor" para ti, mas deixas de ser essa pessoa singular que até agora mostras ser e que eu, pelo que vejo aqui, acredito sinceramente que sejas :)
Um beijinho e força para não te habituares a isso mas para aprenderes a lidar com essas situções sempre tão dificeis.

Hermione disse...

apesar de seres profissional de saúde e teres de te saber desprender disso e blablabla, isso só prova que és Humana.

Caia disse...

Para isso não existe um manual...

Kikas disse...

omg, catzinha :x deve custar tanto ter que se dar essa notícia.. ainda para mais de uma forma mais ou menos constante.
isto faz-me lembrar um episódio do house.. logo da primeira temporada.. e até eu me senti mal, aqui deste lado do ecrã!
força, querida :)

*B* disse...

Oh querida, não imagino...

Força!

Miss Murder disse...

Acho que deve ser das coisas mais difíceis de se fazer...

Força!

Sara* disse...

Por mas anos que estudes e livros que leias, nada te prepara para um momento desses, nem te ensina a dar essa a noticia.
Lamento dizer-te isso, mas infelizmente não vai ser a ultima vez que o vais fazer, o facto de te custar tanto so prova uma coisa, és humana e tens coração.
Beijinhos

S* disse...

Meu deus... muita força.

Abby Richter disse...

Infelizmente, tens de aprender a lidar com isso :/
Força! E boa sorte com a tua nova vida :D (ainda não te tinha desejado :p)

Mary Jane disse...

Tenho uma coisa muito importante para te dizer: eu confiava em ti para seres minha médica, simplesmente porque não és um autómato. E pronto, era isto :)

Malinha viajante disse...

OMG! Eu não sei como conseguiria, de facto não tenho nem nunca tive "estômago" para esta área, por isso é que tenho uma admiração enormeeee pelos médicos.
Força querida e vê lá se te portas bem para tratares de mim quando for velhota sim? (LOLOL)
;)

Anónimo disse...

Conheço essa sensação melhor do que gostaria :/

Acho que nunca ficamos totalmente indiferentes (o que não deixa de ser bo sinal!), mas acredita que com o tempo vamos aprendendo a "distanciar-nos"... Digo eu, que também ainda só tenho um aninho de experiência ;)

Roxanne disse...

é das tarefas mais complicadas!

Sahaisis disse...

pelo menos conseguiste dizer e sentir por teres dito...e isso, nos dias que correm é notável ;)

...Ju... disse...

eu nao imagino, ter que dar semelhante not+icia... é algo que terei que enfrentar... mas é complicadissimo!

Red disse...

i believe it hurts.
it means you're alive...

:/

Fresco_e_Fofo disse...

Fogoo, nem me consigo imaginar numa tarefa dessas. :(

Beijinho

Filipe Reis disse...

Querida Cat,
essa sim é a maior demonstração dos profissionais de saúde ao mostrarem o seu lado mais humano.

beijinho *

Filipe Reis disse...

Querida Cat,
essa sim é a maior demonstração dos profissionais de saúde ao mostrarem o seu lado mais humano.

beijinho *

Rita disse...

Deve ser das coisas mais penosas que se tem de fazer. Mas alguém tem de o fazer =/

Jedi Master Atomic disse...

Acredito que com o tempo vás criando defesas e isso se torne mais facil de dizer e já não te devas emocionar tanto.

Lady Me disse...

Oh querida, nem imagino!! Que força! Eu não conseguiria, sei que foi incontornável e que tiveste que o fazer, mas como faz parte da tua profissão espero que consigas levar isso com melhor ânimo, um dia destes. Beijinho*

Raquel disse...

Olá Cat!
Ouvir essa noticia é o pior que há no mundo, mas pelo menos ter o conforto nem que seja no olhar, de quem está a dar a noticia, pelo menos ampara quem esta a passar um momento tão mau!! Isso faz de ti uma profissional de saúde especial!!
Acredito que com o tempo vás ganhando defesas, mas o teu lado humano estará sempre lá, e irá distinguir-te por isso!!!

Raquel disse...

Beijinhos e Força!! :))

mary disse...

eu sou da opiniao que vais ter mesmo que aprender a ser insensivel cat. para bem da tua saude mental... senao vais passar a vida a levar abanoes enquanto ves dezenas de pessoas morrerem, que é o pao nosso de cada dia dos hospitais, tenho eu em mente...

Odalisca disse...

:'(

Pinkk Candy disse...

como alguém já disse, alguém tem de o fazer, mas deve ser muito difícil. :(

força*

Rosa Cueca disse...

Essa é a parte pior do trabalho. Mas enquanto te custar tanto estás no bom caminho, o problema começa quando se torna uma coisa que já se viu vezes demais e à qual não se dá a importância devida.

joana disse...

Terás que aprender a dar igual importância a um sorriso perante um bom diagnóstico quando fores dormir e pensares nestes momentos tão... pesados.

Dexter disse...

Isso sim, é ter estofo.

Eu não sei se era capaz.

Miss Daisy disse...

Por outro lado, existe algum conforto em saberes que foste tu, com humanidade, a dar a notícia. E não alguém para quem se calhar isso não faria tanta diferença :) *