24 de maio de 2010

"Mãe, tenho medo!" ou Peter Pan Syndrome.

Este semestre, que termina daqui a um mês, é o meu último semestre de aulas. De sempre. Não é que goste de aulas mas... pânico, pânico, pânico. O curso passou demasiado rápido, mal dei por isso. 

E agora tenho muito medo do que me espera. Tenho medo de me tornar - sem dar por isso - em tudo o que nunca quis ser. E medo da rotina, de horários, de obrigações, de responsabilidades acrescidas, do comodismo, da monotonia, do casa-trabalho/trabalho-casa, do cansaço, do achar que viver intensamente é uma coisa demasiado trabalhosa. Tenho medo do sofá e do zapping e de começar a gostar de roupas formais e de cabelos penteados que não saem do sítio. Medo de alguma vez sequer ponderar viver de outra forma que não apaixonada. Medo  de ganhar dinheiro e não ter tempo de o gastar. Medo de querer mais do que preciso. Medo da soma dos dias. Medo de achar que ir pela Europa de mochila às costas é coisa de miúdos. Medo de deixar de ser simples. Medo de perder a capacidade de viver espantada com o mundo e medo de ler este texto e achá-lo ridículo. Medo que a minha vida siga a ordem de acontecimentos que é suposta. Medo que as coisas aconteçam porque Tem de ser. Medo de ser uma coninhas, de nem pensar duas vezes e escolher o conforto de uma cadeira almofadada de um consultório privado ao invés de ir para África tratar malária. Medo de não conseguir mudar de vida, mesmo que ache que preciso. Medo de deixar todos os planos do Um dia vou... por realizar e deitar a lista pra trás das costas. E o maior medo de todos: não conseguir perceber que me transformei nisto.


Tirando estes medos todos - e o de cães - não tenho medo de mais nada, hum?



 
[ Eu sei, pareci muito anúncio da Sumol. Não era intenção.] 

42 comentários:

Filipa disse...

Quando acabei o curso senti mais ou menos o mesmo. Depois percebi que tudo tem o seu tempo e que cada fase da nossa vida tem coisas únicas e encantadoras. Coisas a que só damos valor com o passar do tempo e com a maturidade que a entrada no mercado de trabalho nos traz. Vai correr tudo bem.

Beijinho

Suspiro disse...

Podes ter medo de tudo isso... e de nao conseguir realizar o que querias no passado, mas... é uma nova fase, novas situações e mais quereres, novas metas, outra vida, não necessariamente pior, apenas diferente! ;) Mas serás sempre tu, disso não duvides nem deixes mudar! ;)

Lady Me disse...

Estou a sentir o mesmo querida. Medo, muito medo! Esta fase passou rápido demais. E com toda a certeza que foi a melhor de sempre. Agora só espero não cair na rotina em que milhões caem.

mary disse...

sabes que eu penso muito nisso tambem? o teu curso é muito mais extenso que o meu, porque o meu é so de 3 anos, mas a verdade é que mais um ano e acaba e eu tambem nao tenho dado pela vida a passar. os dias correm, semana atras de semana, e o tempo voa... e acho que a linha entre sermos assim, tresloucados e avoados, e sermos os adultos responsaveis rotineiros com filhos que proibimos de sair à noite, é muito ténue. acho que dificilmente se percebe quando é que deixámos de ser quem éramos para ser aquilo que temos que ser... não me consigo imaginar a trabalhar ano apos ano, de 2ª a 6ª. com umas miseras 2 ou 3 semanas de ferias em agosto! não é possivel... não quero pensar que um dia vou ter que acordar cedo todos os dias, e fazer o pequeno almoço aos miudos, e vesti-los, e leva-los a escola, e ir trabalhar, e ir buscar os miudos a escola, e dar-lhes banho, e fazer o jantar, e cair na cama exausta, para um dia igualzinho amanha. que medo, de morte... nem quero pensar nisso senao desmotivo. quero pensar que vou ser hospedeira de bordo durante muito tempo, vou estar sempre a viajar, nunca na vida vou ter um horario de trabalho fixo, vou fazer loucuras ate ter 40 anos e quem saiba so com muita sorte é que arranjo um filho.

ufff, que desabafo! ja me sinto bem melhor x)

Ah, respondendo-te, que nunca respondo, sou horrivel :x :
moro pertinho da praia sim cat, a 5min ^^ por isso é que mal ha sol e calor, ponho-me la num instante. God, eu nao adormeço em lado nenhum, de maneira alguma. Nem no comboio, nem no carro, nem nas aulas, nem em ladinho nenhum mesmo. São pedidos muitos requisitos para esse efeito x)
ahhh eu tambem vou ver muse, queria tanto ver-te tambem :| e sim, sinceramente foi uma seca andar com o sofa atras o resto do dia, tive que esvaziá-lo e agora que enchi, depois das pisadelas todas que apanhou, acho que nunca mais vai ser o mesmo...

Ricardo disse...

Ainda falta um bocadinho para o meu curso acabar... e já dou por mim a pensar nessas coisas todas...
acho que sofro por antecipação xD.

Toda a gente tem medo da mudança... talvez porque o ponto de viragem em que passas de controlador da mesma para controlado por ela é quase imperceptível. txééé hj tou muito profundo

Izzie disse...

para mim este ano tmb é o inicio de uma nova etapa. tmb estou cheio cheia de medos, principalmente de escolher mal e de falhar. mas acho que é normal. tudo o que exige mudança causa sempre receio

Cat disse...

Filipa, espero que sim, espero que sim!

Suspiro, snif, isso não me anima nada :|

Lady Me, e será que somos diferentes dessas pessoas todas? :|

mary, como me compreendes.. :| Disseste tudo o que quis dizer com este post e mais ainda. Eu gosto de pensar que não vai acontecer mas, ao mesmo tempo, sei que acaba por ser um bocado inevitável. Pelo menos, nalguns aspectos... :|Se também vais na 5ª, vamos combinar, querida :)

Ricardo, isto também não é recente em mim, há montes de tempo que penso nisto :| Ahah, estás profundo, sim sr! :P *

Izzie, mas acho que, de todas as mudanças que já tive, esta é a maior :|

Joana disse...

é normal ter medo quando uma nova fase da nossa vida se aproxima, mas acho que a força de vontade não deixa os nossos sonhos inacabados. podemos fazer o que quisermos, desde que nos mantenhamos fieis a nós próprios. nunca te esqueças do que sempre quiseste fazer. :)
e acho que mudar é bom, vêm sempre coisas que nunca experimentamos, mesmo que isso signifique responsabilidades, rotina e outras chatices que ninguém gosta. mas isso não significa deixarmos de fazer tudo aquilo que tinhamos planeado para nós próprios.

...Ju... disse...

toda a gente em fim de curso deve ter esses medos! e sinal de responsabilidade!

bjinho*

Izzie disse...

Selo para ti no meu blog =)

Kikas disse...

acima de tudo, tens que viver com calma e ao mesmo tempo de forma intensa, aproveitando cada dia :) eu sei que falar é fácil, mas também sei que vais conseguir ser tudo o que quiseres. cada coisa a seu tempo!

Ana disse...

Adorei. Ainda me faltam 3 anos para acabar o meu curso, mas certamente é isso que vou sentir quando isso acontecer... :)

Ana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cat disse...

Joana, espero que sim.. :|

...Ju..., não quero ser responsável, quero ser irresponsável :D

Kikas, isso é muito bonito e eu nas melhores alturas, tbm tento pensar assim.. :P

Ana, pois, prevê-se que sim.. :|

Red disse...

o meu último semestre de aulas de sempre acaba... esta 6ª. meeeeedo.

:S

Anónimo disse...

Tens que achar um meio-termo... Terminei o curso há uns anos e o cansaço já não permite tanta adrenalina quanto queria, mas nas férias há sempre tempo para passear pela Europa e ir a festivais de Verão...
Vais encontrar o teu lugar algures entre a vida de estudante e a de adulto... é só quereres!
:)

Ana * Lx

Rita disse...

É um passo muito grande. Normal estares apreensiva. Mas és inteligente e as pessoas inteligentes adaptam-se bem a novas situações. Nunca vais deixar de ser tu.

Cat disse...

Red, aaaaahhh pobrezinha! [ Mas ao menos não acabas as aulas só no fim de Junho como eu! --' ]

Ana*Lx, mas eu não quero, quero continuar assim como estou x)

Rita, espero que sim :)

Sara* disse...

Todas as fazes da vida têm a sua magia, apesar de te avisar desde já que o mundo laboral acaba inevitavelmente por te criar uma rotina.
Faz como eu lol se te apetecer sair e ir trabalhar com olheiras, vai, se tudo correr bem a cafeína não vai acabar e sobrevives a mais um dia com poucas horas de sono ou mesmo nenhumas, se te apetecer estar com amigos ate tarde durante a semana fica, aos fins de semana continuo a não para em casa, quem quiser falar contigo que te ligue para o telemóvel.
Continua igual a ti própria, e tudo correrá bem
beijokinnhas

EU SOU EU disse...

nao te querendo desanimar...mas sabes que tás em Portugal...não sabes... acho entao que os teus medos...são iguais aos de talvez...85% da população... e não é por isso que deixamos de viver...e deixamos de ser nós próprios...e esso é o mais importante...ser tu mesma...tudo o resto se resolve...

R disse...

como o meu já acabou há muitos anos, e tive esse sentimento... increvi-me este ano outra vez... num outro curso :)

gostei do teu blogue.
kiss

Lia disse...

Não é para te desanimar mas tb eu tive esses medos todos e agora, olhando para trás, sinto que o cansaço e o trabalham ganham, na maior parte dos dias, à vontade de viver a vida como deve ser.
Se podia mudar as coisas? Podia, mas as contas não se pagam sozinhas....

Fresco_e_Fofo disse...

A mim não me pareceu anúncio nenhum, porque não vejo publicidade.
Dizem que o medo guarda a vinha. E bem doseado, não faz mal nenhum termos os nossos medos.
Pode acontecer tudo o que disseste; pode acontecer tudo ao contrário. Acho que o nosso destino não está todo nas nossas mãos. Muito do que somos, é influenciado pelo meio. Há que lutar contra ele, sem cair no exagero de pensar que podemos fazer tudo, ou de nos culparmos de tudo.
Continua a viver com os teus medos, que eles são os anticorpos contra muitas doenças da sociedade. E tu ainda pensas nisso... para muita gente essas questões nem se põem. São os que dormem melhor, sem pesos na consciência, porque não têm consciência.
Desejo-te muita sorte para realizares metade dos teus sonhos. Só metade já é muito mais do que a maior parte das pessoas conseguem.

Cat disse...

Sara*, quero ser assim, sim! :D

EU SOU EU, porquê, nos outros países não é assim?

R, estás no processo inverso ;)

Lia, eu sei... Quer dizer, não sei mas suspeito que assi seja.

Fresco_e_Fofo, às vezes és mesmo querido e dizes coisas tão acertadas, qu'eu adoro "ouvir"!

Jonny disse...

Tantos medos, Cat? Há uns tempos atrás, numa conversa, uma amiga disse-me: "Ando desanimada..Acabei o curso, comecei a trabalhar e agora não há mais nada...parece que não tenho nenhum objectivo, percebes?" Percebes onde quero chegar, Cat? O importante é que tenhas objectivos, que tenhas sempre metas que queiras atingir. Agora acabas o curso, mas o que queres depois disto? Ganhar dinheiro para comprar uma casa? Ir passar o fim-de-semana fora, num sitio onde nunca foste, e festejar o fim do curso com os amigos ? Reunir todos os teus seguidores num grande jantar em cima da ponte Vasco da Gama? (já são muitos mesmo..) Ir para África tratar malária? Tudo depende de ti, Catzinha. O fim do curso é só o inicio de tudo o resto..Bj

D* disse...

Ainda agora comecei o curso, e já estou a acabar o 1º ano... Mas sei que quando o acabar vou ter também muitos desses teus medos.
Mas o fim desta etapa é só o início de uma outra :) Nada de medos!
Beijinhos*

Vânia disse...

Estou a passar pelo mesmo, linda. E o meu curso é Gestão de Empresas. Muito geral, não sei o que me espera. Parece que agora já n comando a minha direcção! Tudo antes estava definido e agora? Depende de mim? E que objectivos tenho? Bahhhhhh.

Mas é um início! Mais um...

Beijinhoooo, vai tudo correr bem*

Raquel disse...

Tudo tem o seu timming e ainda vais ter muitos e bons desafios pela frente. Vais ter sempre saudades desta fase, mas vais encontrar sempre coisas boas pela vida fora. A forma como vês o mundo vai mudar, mas desde que não percas os sonhos, acredites em ti e desenhes novas metas não tens do que temer.
Bjs

Sandy disse...

Este é o meu último semestre e estou a fazer intercâmbio no Brasil. Ando com medo de enfrentar o estágio, o meu relacionamento estranho com um brasileiro em Portugal (relaçao em negação que dura uns 8 meses) e pior, sinto-me uma miúda incapaz de resolver tudo.

DC disse...

N me preocupo muito com o futuro, vou é fazer sempre os possíveis para ser feliz...

espero conseguir! =)

*****bjinhos

3Picuinhas disse...

:)...não penses que isso tudo passa, eu já tenho 42, acabei o curso há 20 e continuo com medo de me acomodar, de viver num ramerame diário, de achar que ddevo ou que não posso...é assim aos 20 e dura, e dura...boa sorte!

Cat disse...

Jonny, percebo bem o que ela quer dizer. Claro que há sempre objectivos de evolução na carreira...mas é diferente. Não sei o que quero, só sei o que NÃO quero, o que não facilita ;) Beijinho *

D*, mas ainda te falta "muito" tempo.. Enjoy it!

Vânia, é terrível :|

Raquel, estou a tentar acreditar nisso :)

Sandy, que sensação, não é? :|

DC, pois, eu sei :)

3Picuinhas, eu acho que é bom sinal durar! ;)

Hermione disse...

tem calma querida. são fases, ciclos de vida, que embora assustem, todos têm de ser vividos. vais ver que vais gostar de por em prática tudo o que aprendeste ao longo destes anos :) good luck!

Olhos Dourados disse...

Por mais que não queiramos, quando começamos a trabalhar a nossa vida muda, mas isso não quer dizer que é mau!

Cat disse...

Hermione, caaaaalma, inspira, expira!

Olhos Dourados, então, é bom?

Madame Pirulitos disse...

Pois pareceste. Mas o teu está muito mais giro.

E Cat, doce meu doce mais doce, eu faço 35 (não digas a ninguém) e não sou assim. E também tenho medo de ainda me tornar assim. E tenho medo de estar a ser uma-tem-a-mania-que-é-nova-e-tal. Ou uma-tem-a-mania-e-olha-ela-a-dar-lhe-a-crise-da-idade.

Enfim...

Dexter disse...

Não vou pôr a dar conselhos cota like, ah e tal que já trabalho há 3 anos (uma eternidade, portanto).

Mas só sei é que trabalho há 3 anos e continuo exactamente o mesmo. Saio à noite, estou com os amigos, com a namorada, apanho bebedeiras, faço figuras tristes, e mais alguma coisa.

Cat disse...

Madame Pirulitos, oh querida, eu acho muuuuuito melhor crises dessas e manias de que se é mais nova do que tudo o que descrevi. Se calhar é por teres medo e pensares sobre isso que tens conseguido evitar :)

Dexter, quando crescer quero ser como tu, a sério :) És a prova de que é possível! :)

Jedi Master Atomic disse...

Eu ia-te dizer que "quem tem medo compra um cão", mas como tens medo de cães, compra um gato :P

Vou-te dar um conselho COTA LIKE: já trabalho há 12 anos....LOL....vais entrar no ritmo mais depressa do que pensas :P

Anónimo disse...

Deixa lá,isso passa-te.

Cat disse...

Jedi, ahahah, muito boa a do cão! xD

Anónimo, é?

R* disse...

Bem Cat eu parei de estudar e fui trabalhar e agora vou voltar a estudar e o que senti no período que trabalhava é que não saia do sitio. Saia sempre, divertia-me, ia passar férias mas isso não chegava porque não tinha um objectivo maior.
Quando arranjares um emprego que gostes mesmo e que te sintas motivada vai acabar por correr tudo bem. Porque possivelmente vais trabalhar em algo que gostas e depois claro podes sempre fazer jantares e saídas
e fins de semana fora até porque não vais ter que estudar nos tempos livres :P
Por isso pensa positivo e não percas a vontade
de liberdade e aventura.

beijinho* e diverte te muito logo:)