21 de abril de 2010

I refuse !

Se este dia alguma vez chegar, estão autorizados a atirar-me da Ponte 25 de Abril (*).

Um dia, o mais provável é tornares-te num chato, deixares de sair à noite e começares a levar-te demasiado a sério. Nesse dia, vais começar a vestir cinzento e bege, pedir para baixar o volume da música e deixar a tua guitarra apanhar pó. Vais tornar-te politicamente correcto, socialmente evoluído, economicamente consciente. Vais achar que tens de ir para onde toda a gente vai e assumir que tens de usar fato e gravata todos os dias. Nesse dia, vais deixar de beijar em público, as tuas viagens serão mais vezes no sofá e dormirás menos ao relento. É oficial. Vais entrar na idade do chinelo e deixar de ser quem foste até então. Vais deixar de te sentar ao colo dos amigos e vais esquecer-te de como se faz um quantos-queres ou um barco de papel. Vais ficar nervosinho se não trocares de carro de quatro em quatro anos e desatinar se o hotel onde estiveres não te der toalhas para o teu macio e hidratado rosto. Vais tornar-te muito crescido e começar a preocupar-te com tudo e com nada e a não fazer nada porque "Vai-se andando" e a vida é mesmo assim. Vais dizer "não" mais vezes, vais ter mais medo, vais achar que não podes, que não deves, que tens vergonha. Vais ser mais triste.

Um dia vais achar que sair à noite é ir pôr o lixo ao contentor.

[ Diz que o texto é da Sumol. Mas eu roubei à minha querida Mary ]



(*) Mas assim mais pra noite, bem depois da hora de ponta. Que eu não ia ter um falecimento tranquilo, sabendo que tinha causado distúrbios no trânsito.

27 comentários:

Lia disse...

ninguém quer lá chegar... mas só depende de nós impedir essa tristeza da vida!

Jedi Master Atomic disse...

A imagem que isso cria na minha cabeça é muito boa...looool

Kelinha disse...

LOOOL essa frase coloquei-a tb hoje no meu blog, pq a publicidade da Sumol anda ai, e está qualquer coisa de genial =)

Fresco_e_Fofo disse...

Só que quando esse dia chegar, tu não vais querer morrer, porque a vida é assim.
Também não vais sentir tanto a falta das coisas que enumeraste, porque o corpo já não aguenta.
E eu sei que tu sabes que todos nós sabemos que ser feliz é conseguirmos "agarrar" da vida o que ela tem para nos dar. Nem que isso se resuma um sofá, uma televisão e uma taça de amendoins.
Beijinho, "mamã". :P

Rosa Cueca disse...

Pessoalmente gosto muito desta nova campanha da Sumol ;)

R* disse...

Adoro! É da sumol e o vídeo também está muito bom :)

Zaahirah disse...

LOL

Qual 25 de Abril qual quê! Atiramos-te logo para a linha do metro que é mais fácil e rápido! xD

Faz de Conta disse...

Este texto está óptimo. Porque retrata bem o que realemente acontece... Só precisamos estar de olhos bem bertos e passarmos o lado quando esse dia chegar :)

JorgeMiguel disse...

Apesar de nem gostar muito do sabor da Sumol, considero que o texto da campanha ‘Mantém-te Original’ (pode-se ver em www.sumol.pt - clicar em Manifesto) está fantástico!
Por isso, pelo seu conteúdo, é que, Catarina, gostamos dos palcos, não é? :)
Mas olha, se por acaso chegar um dia de não gostarmos das artes dramáticas, faz como diz a Sumol: quando esse dia chegar, não lhe fales. :-)

ADEK disse...

Gostei muito quando vi essa publicidade pela primeira vez... Mas como todas as que passam no cinema, à 10ª a que somos obrigados a ver, enjoa!:) (Na tv sempre podemos mudar de canal)*

Olhos Dourados disse...

Há algumas coisas que mais cedo ou mais tarde vão mudar, porque nunca vamos ser jovens ou adolescentes para sempre. O que interessa é que aproveitemos a vida sempre.

Jonny disse...

Oi Catzinha,
enquanto lia o texto, fui-me apercebendo das coisas que já deixei para trás. Eu era o oposto completo do que é descrito e agora vejo que já faço algumas dessas coisas. Mas ainda gosto de me divertir nos meus tempos livres, ser anti-social e implicar com os limites do aceitável para me lembrar dos "bons velhos tempos". Ainda há uns dias atrás resolvi gritar repetidamente "Liverpool!" em pleno bairro alto...Ainda hoje agradeço por estar vivo...Mas é um óptimo exemplo de como sentir a adrenalina de poder morrer a qualquer momento..(tava com os copos, desculpa, Catzinha..) Bj

Cromo disse...

Quando começares a ter artrite, nem ao contentor do lixo vais eheheh.

Dexter disse...

Eu recuso-me a ser assim.

Sou o gajo mais economicamente inconsciente que conheço. Sou capaz de dar 200 euros por uns ténis e não ter dinheiro para comer no dia a seguir.

Adoro acampar e ter de fazer kilómetros para arranjar algo de jeito que se coma.

Vou sair à noite sem saber onde vou dormir. Se for preciso não durmo e espero pelo comboio na estação, em estado semi alcoolizado, jogado para um canto qualquer.

Tenho que usar fato todos os dias, mas há muito que já caguei para a gravata (só em dias de julgamentos) e faço a barba uma vez por semana.

Nunca soube fazer um quantos queres, mas ainda há pouco tempo fiz uma daquelas espingardas de canos para soprar bagas para o meu primo e andámos os dois atrás de gatos com aquilo (ai se a Rosa Cueca sabe...).

Sou subversivo e gosto.

Madame Pirulitos disse...

O que eu gostei mais de tudo foi da tua frase do asterisco, no finalzinho. Já sei, já sei, sou mórbida!

Pois que há algumas coisas nas quais eu já sou assim, outras que hei-de lá chegar, outras que nunca na vida e outras que luto para não chegar e outras que nem me importo muito porque associado a elas chegam coisas boas... sei lá...

Mas fez-me pensar, sim senhora.

Alapado no sofá é que não. Ainda hoje mandei sms (que eu sou muito modernaça e escrevo k em vez de que)ao meu mais-que-tudo versão homem de barba rija a dizer que queria ir viajar com ele. Ele muito romântico respondeu "era bom era"...

Cat disse...

Lia, se depender de mim... :)

Jedi, entao?

Kelinha, :)

Fresco_e_Fofo, nao gosto de ouvir isso. por mais q seja verdade. Deixa-me mesmo triste, serio.

Rosa Cueca, :)

R*, ainda nao vi o anuncio...so mesmo o texto.
Zaahirah, ah, quer dizer, fico preocupada com o transito na ponte...e vou deixar q me atirem ao metro, q deve ser uma coisa q muda a vida do condutor e das pessoas q assistem! xD

Faz de Conta, entao bora passar ao lado? :)

JorgeMiguel, tambem nao gosto de Sumol, nem conheco a campanha nem o anuncio, so mesmo o texto, q vi noutro blogue. Sim, nao lhe falamos mesmo! :D um beijo, querido

ADEK, mas como ainda nao vi o anuncio vez nenhuma.. :P (nem sabia q era um anuncio!)

Olhos Dourados, mas eu ainda nao estou na idade de aceitar isso pacificamente.

Jonny, ja? Nao pode ser. Continua a fazer disparates, que faz tao bem! :D

Cromo, schiiu! xD

Dexter, o teu comentario esta lindo, merecia ele proprio dar um post. Sou como tu e tenciono continuar :) (ver se a RC nao descobre agora,ahah!)

Kikas disse...

está visto que estou fora, quanto a publicidades :p eu ainda estou muito longe disso (assim o espero), mas desconfio que nem quando chegar a minha altura o vou ser xD isso é um extremo absoluto!

Joana disse...

é tudo uma questão de conta peso e medida :)
há-que ser equilibrado e responsável quando é necessário, com a sua loucura e espírito aventureiro. se for preciso anda-se de gravata durante o dia, e ao fim de semana de havaianas.
é preciso viver-se de tudo !

Red disse...

por acaso esse é um dos poucos anúncios actuais que me cativou pelo conteúdo... :)

S* disse...

A nova publicidade da Sumol está FANTÁSTICA. Recuso-me a envelhecer mentalmente.

Cat disse...

Madame Pirulitos, eu tambem sou morbida, tinha de manchar um texto tao bem escrito c uma frase dessas, tss! Nao ao comodismo! (Oh, homens, tens de dar o desconto!)

Kikas, achas extremista? Eu conheco muitas pessoas assim...

Joana, que bonito!
Gostei! :D

Red, ainda nao vi. Mas, pelo menos, o texto esta lindo!

S*, estou ctg querida!

Rita disse...

Como eles dizem: quando esse dia chegar, não lhe fales :D

D* disse...

Só entendi esse anúncio quando li este texto no jornal Metro. Eu lia frases "soltas" e não entendia nada! Eu já estava a pensar "Eh D* não és nada esperta" mas afinal não era a única :p
Beijinhos*

Fresco_e_Fofo disse...

A vida não são só alegrias, minha linda.
Um dia chegas lá e vais ser tudo mais fácil, vais ver.
Bjos.

Cat disse...

Rita, nem mais! ;D

D*, ah ah, sim, as frases soltas dos outdoors não fazem sentido, se não se conhecer o todo.

Fresco_e_Fofo, snif, eu sei. Quer dizer, não sei mas suspeito :X Beijinho

Moretti disse...

de 4 em 4 anos? boh! acho que já sou pior do que isso cara Cat :P

R* disse...

http://www.youtube.com/user/sumoloriginal#p/u/7/KVlVFXkX_Wg Vê o video! eu adorei! :)