3 de fevereiro de 2010

Pronto, a minha vida voltou a estar completa.

Ao contrário do habitual, este é um texto muito pessoal.
Não se vai tornar hábito porque eu também não gosto.


Fiz teatro durante muitos anos. Respirava teatro, vivia para aquilo, definia-me e completava-me, como pessoa. Estive no mesmo grupo de teatro, que entretanto acabou, durante dez anos e depois, quando vim para Lisboa, fiz algumas formações: um curso de teatro universitário, outro de Interpretação Teatral no (maravilhoso) Chapitô, entre outras. Nos primeiros anos desgastantes da faculdade, enterrei-me em dúvidas existenciais. Às vezes, só me apetecia mandar tudo à fava e tentar o Conservatório de Teatro. Tentar, pelo menos.

Entretanto, pela pouca disponibilidade que a faculdade me deixava (e também por não saber exactamente onde queria estar, visto já ter experimentado coisas com as quais não me identificava), deixei de fazer teatro e assim estava há mais de um ano. O que fez muito muito muito muito muito mal à minha sanidade mental. Andava mesmo a bater mal (mais do que o habitual).

Agora, estou novamento num grupo de teatro. Uma coisa muito no início. Mas é um grupo giro, grande, com uma encenadora amorosa. Ainda não estamos nem perto de estrear uma peça. Mas estou ansiosa. Tenho saudades de decorar texto, de ensaiar a mesma cena vezes sem fim, de dar tanto de mim a uma personagem que levo bocadinhos dela comigo, no dia-a-dia. Saudades de sentir aquela adrenalina brutal antes de entrar em cena, da confusão do despe-e-veste dos camarins, das insónias na noite antes da estreia, de estar em palco e me sentir como nunca me senti em mais nenhum lugar. Saudades de sentir que aquilo não é a minha vida mas que poderia, muito facilmente, ser.




38 comentários:

Moretti disse...

WOW! Muito bem Cat! Encenar há-de fazer muito bem mesmo a ti. Nem só dos livros, bisturi e sangue vive o homem!
Beijos e bom dia!

a Gaja disse...

Nunca fiz nada do genero, mas deve ser bem divertido...qualquer dia temos a Cat em cena num teatro perto de nós.

Boa sorte*

Raquel disse...

Deve ser o máximo. Eu nunca tive nenhuma experiencia no teatro, mas também gostava.

Boa Sorte!:)

Bjs

Maçã e Canela disse...

e de certo terias tudo a teu favor para essa conquista

Renata disse...

Fiquei surpreendida ; )
Com faculdade abandonamos realmente muitos dos projectos que gostaríamos de manter, muitas das fugas (ao quotidiano) que nos fazem bem ...
Se voltaste, acho realmente uma concretização óptima e mesmo que para já os resultados ainda não estejam totalmente concretizados, o facto de estares na "acção" faz bem e é tão saudável!
O teatro é das poucas artes, para a qual se tem mesmo que nascer com paixão, eu, pessoalmente venero ir ao teatro, mas estou longe de subir e interpretar!
Escrevi tanto poça ; )
Beijo, Catzinha*

Renata disse...

Fiquei surpreendida ; )
Com faculdade abandonamos realmente muitos dos projectos que gostaríamos de manter, muitas das fugas (ao quotidiano) que nos fazem bem ...
Se voltaste, acho realmente uma concretização óptima e mesmo que para já os resultados ainda não estejam totalmente concretizados, o facto de estares na "acção" faz bem e é tão saudável!
O teatro é das poucas artes, para a qual se tem mesmo que nascer com paixão, eu, pessoalmente venero ir ao teatro, mas estou longe de subir e interpretar!
Escrevi tanto poça ; )
Beijo, Catzinha*

Lua Escondida* disse...

Que giro! Eu fiz algumas peças na escola mas nada de especial. Mas, sem dúvida, que a adrenalina que se sente em cima do palco é fantástica! E se é uma coisa que gostas de fazer não tens de a deixar!
Quando estreares uma peça não te esqueças de avisar os teus nobres leitores! :)

Um beijinho*

disse...

Compreendo-te perfeitamente - fiz teatro de escola durante 6 anos, participei em concursos na Barraca, conheci grandes artistas e tive oficina de expressão dramática durante 3 anos com um grande encenador com o qual aprendi imenso. Com o teatro cresci, aprendi, evolui. Tenho saudades, muitas...

Hermione disse...

eu só fiz uma vez um teatro, não deu para ficar o bichinho. mas como com a faculdade deixamos tanta coisa para trás, eu deixei o conservatório de música. deixei um bocado de mim, eu acho.

Mia Phoenix disse...

é tão bom ver alguém assim tão apaixonada por alguma coisa :) eu cá nunca fiz teatro, tirando uma peça pequenina q fiz sobre os maias no 10º ou q foi, com playmobil :D LOL mas vá isso não conta xD

e depois tens q partilhar aqui c'agente :P *

Koko disse...

É optimo fazer o que se gosta :D
da nos uma sensaçao de bem estar incrivel :)

beijinhos

http://www.unitedcolours2010.blogspot.com/

Koko disse...

É optimo fazer o que se gosta :D
da nos uma sensaçao de bem estar incrivel :)

beijinhos

http://www.unitedcolours2010.blogspot.com/

Koko disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
~ rita disse...

Lembro-me de quando me falaste disso e olha, não podia estar mais feliz por ti :)

mary disse...

que giro! quando era pequenina bem que me meti nesse mundo artistico. era o teatro e o ballet. adorava as duas coisas. mas cá em casa o que se queria eram estudos, não esse tipo de sonhos. portanto, deixei demasiado cedo, cedo o suficiente para não ter ficado a paixao por nada daquilo. no teu caso, que bom que deve ser voltares a fazer uma coisa que gostavas tanto! quando estreares alguma peça diz que eu quero ir ver :D um beijinho querida cat*

Serena Van Der Woodsen disse...

eu até ha relativamente pouco tempo, tinha um sooooooooonho, de seguir teatro, porém, sempre me torceram o nariz devido a, em Portugal, não ser uma profissão segura..
No entanto, e à medida que cresci, reparei que o que me fascinava eram as novelas, aquelas festas e todo o glamour. Mas continuo a gostar de teatro, gosto muito, e o bichinho ainda continua aqui dentro.

C'est la vie disse...

Uma vez participei numa peça "fame" aqui na regiao. O que mais me impressionou foi o facto de nao ver ninguem no publico. só aquela luz intensa.

ajuda :D

C'est la vie disse...

Uma vez participei numa peça "fame" aqui na regiao. O que mais me impressionou foi o facto de nao ver ninguem no publico. só aquela luz intensa.

ajuda :D

Cat disse...

Moretti, sim, e como disse uma vez alguém "um médico que só sabe medicina, nem medicina sabe!" :)

a Gaja, perto de todos não há-de ser! :)

Raquel, nunca é tarde :)

Maçã e Canela, oh, obrigado! :)

Renata, oh, e eu adorei tudo o que escreveste, querida! :) Não sei, acho que, apesar de muitas coisas serem susceptíveis de ser trabalhadas, treinadas, melhoras, tem de se nascer sempre com qualquer coisinha. Se não fosse assim, qualquer pessoas podia fazer qualquer coisa. Mas não sei, não falo com conhecimento de causa porque, tirando o teatro, música, dança, canto: sou uma nulidade em tudo :P

Lua Escondida*, é uma sensação inexplicável mesmo! Vamos ver, vamos ver... :P

Bê, a sério, querida? Então sabes bem do que estou a falar! Não fazia ideia! (Como tu não fazias de mim, provavelmente!). Espero nunca ter de deixar definitivamente mas temo que um dia tenha de acontecer. Nunca ponderaste voltar a fazer? :)

Hermione, deves sentir o mesmo em relação à música então... É triste termos de nos focar tanto numa coisa que tenhamos de deixar estas paixões assolapadas de lado!

Mia Phonix, com playmobil? Ahah! Sei que essas experiências de teatrinho na escola às vezes podem ser traumatizantes xD Quando as pessoas têm de fazer de... haann, cenoura...ou vaca ou uma coisa assim! :P

Koko, pois é! :)

~rita, obrigado :)

mary, sabes, cá em casa, gostavam que eu fizesse teatro porque não sabiam bem o quanto eu pensava em fazer daquilo a minha vida... porque senão teria acontecido o mesmo, não teria sido propriamente encorajada. Oh, ballet é lindo, adorava alguma vez ter experimentado, em criança! Beijinho

Serena Van Der Woodsen, pois, é fácil confundir as coisas. Mas, para mim, não há nada como o teatro. Já tive oportunidade de fazer uma coisinhas de nada em cinema e outra num anúncio e as câmaras não têm a mesma magia de um palco :)

C'est la vie, eu vejo isso como uma grande vantagem, não vejo ninguém, consigo estar mais relaxada :)

Jonny disse...

Ok, desta não estava à espera Catzinha...Acho que isto seria das ultimas coisas que estaria à espera de ti. Medicina e teatro, uma mistura não muito normal, uma espécie de "Anatomia de Grey" versão Shakespeare. lol, é estranho! Mas acho que tu deves ser daquelas pessoas que se safa muito bem em tudo e que, muito por culpa disso, terás andado uns tempos sem saber o que querias fazer na vida. Mas é bom ver que pelo o teatro sabes que queres continuar. Fico à espera da estreia :) Bj

Cláudio disse...

Espero um dia poder tambem fazer...Fico feliz por ti :D

Cat disse...

Jonny, a sério? Não sei porquê! :) Quer dizer, sei, é porque não me conheces. As pessoas que me conhecem é das coisas que associam imediatamente a mim porque toda a gente sabe :) Em tudo, tudo, não. Mas é verdade que há imensas coisas de que gosto e, à conta disso, já andei com as ideias um bocado perdidas. Oh, as minhas semanas também andam assim! E só acabo os exames em Março, que medo! Espero que tenha corrido bem :)

Cláudio, espero que sim :)

Olhos Dourados disse...

Também gosto disso.

Rainha de Copas disse...

Também tive num grupo de teatro mas durante pouco tempo. Apesar disso adorei bastante. :) Fazes bem voltar para algo que te preenche. Muita merda sim!? ;)

ADEK disse...

Boa, dear Cat!! Depois quero ver uma pecinha:D*

Chrystiee M. disse...

Fogo, como eu te compreendo.
Ainda que não esteja na faculdade - para já, se bem que já não me falta muito -, há muito tempo que não faço teatro. Há mais de um ano.
Cada vez que entrava em palco ia nervosíssima. "Aiiii, vou-me esquecer das falas todas, as marcações, tudo, ai ai ai!"
E depois chegava lá e puff!, desaparecia tudo, era ali que eu estava bem. A peça acabava e eu só queria voltar ao ínicio.

Parabéns por teres voltado ao teatro, acredito que estejas realmente feliz :)

- teatro e medicina. como te invejo :(


beijinho *

Rosie disse...

oooh, teatro. deve ser óptimo, a todos os niveis! fazes muito bem em voltar :)

Madame Pirulitos disse...

primeiro do que tudo... querida Cat, embora não se vá criar um hábito, pelo que percebi, adorei conhecer-te um pouco mais. senti-te mais perto. Foi uma sensação boa!

Em relação ao tetaro, fico tão contente por teres essa outra veia... faz-me lembrar o que escrevi na tese sobre a relação entre a ciência e a arte. É tão bom poder pertencer aos dois mundos, não é?
Gostava mesmo muito de um dia ir ver-te a representar.

beijinhos grandes


E sim, já vi e também é um dos meus filmes preferidos:) Não vale a pena fazer comparações entre esse eo NY. Mas a mim este tocou-me muito porque a cidade que nunca dorme é muito importante para mim!

Beijinhos muitos

Jedi Master Atomic disse...

E quando fizeres uma peça eu quero saber :P

Cat disse...

Olhos Dourados, boa!

Rainha de Copas, muita merdinha, sim :)

ADEK, :)

Chrystiee M., é mesmo especial, só quem já fez também consegue compreender :) Acho que também devias voltar! :)

Rosie, é mesmo :)

Madame Pirulitos, sabes, acho que a ciência e a arte, mais do que funcionarem como opostos que se complementam... têm muitas coisas em comum, por mais que não pareça, à primeira vista. É mesmo interessante pensar nisso :) Beijinho

Jedi Master Atomic, hummm... logo se vê :P

Pinkk Candy disse...

Temos aqui uma artista e não sabíamos (ainda).

É bom fazer o que se gosta! =)

Quando a peça for lançada, já sabes, tens que nos avisar! =P

XOXO

Kikas disse...

depois quero convite para as estreias :D Cat, isto é maravilhoso :') really!

Joana disse...

Sim, também me parece que vou gostar :) o grupo é grande, e a encenadora é engraçada sim :)

Ana Filipa disse...

Olá Cat! :)

Já ha alguns meses que acompanho este teu espacinho, mesmo antes de ser tua caloira (as coisas que se descobrem por aqui haha), mas sempre em surdina. No entanto desta vez não poderia deixar de comentar.
Confesso que fiquei atonita por uns segundos já que poderia ter sido eu propria a escrever este post. Também eu me deixei apaixonar pela arte de representar muito cedo e por essa razão a medicina apareceu na minha vida "só" como segunda opção, já que infelizmente neste país o trabalho dos artistas é muito pouco reconhecido . Nos piores momentos dou comigo a divagar se não seria mais feliz como aspirante a actriz do que como aspirante a médica.
Bem, mas o comentario era só mesmo para dizer que às vezes é bom saber que alguém partilha as nossas "maluquices" :) Só por isso já és a maior, Cat!

Beijinhos e boa sorte com os exames*

Cat disse...

Pinkk Candy, logo se vê :P

Kikas, obrigado :)

Joana, :)

Ana Filipa, és caloira da FML? :) (Agora seria a parte em que eu diria: Uau, muito bem, é a melhor faculdade do Mundo, é espectacular, os profs são um máximo, o ambiente é brutal! Mas como eu não penso nada disso, vamos saltar essa parte, boa? ). Fiquei muito enternecida com o teu comentário. De facto, é muito bom saber que não somos os únicos a pensar certas coisas. E é algo que até compreendo que para a maioria das pessoas, seja dificil de compreender ("entraste em Medicina, como é que consegues sequer pensar noutra coisa?"). Mas, se te acontecer como a mim, essas dúvidas vão durar muito tempo. Agora já não pondero porque a partir dos anos clínicos, torna-se realmente motivante :) Mas acho que não, se conseguisses, devias continuar a fazer teatro. Se quiseres falar mais, o meu mail está ali ao lado :) Beijinho e boa sorte para os teus exames também!

disse...

Cat querida, pondero muitas vezes em voltar a fazer, mas sabes como é, entre trabalho, casamento, mestrado e um milhão de outras coisas, algo acaba por ficar para trás. Mas ainda não perdi a esperança ;)

Lady Me disse...

Catzinha! Nunca imaginei :) Que bom que então voltaste! Um dia destes vou a Lisboa e ainda te vejo em cima de um palco! É bom poderes estar a fazer algo que te completa assim :) eu só fiz teatro até aos 12 anos na escola e não tenho jeito nenhum!
Força com isso :)

Lady Me disse...

Catzinha! Nunca imaginei :) Que bom que então voltaste! Um dia destes vou a Lisboa e ainda te vejo em cima de um palco! É bom poderes estar a fazer algo que te completa assim :) eu só fiz teatro até aos 12 anos na escola e não tenho jeito nenhum!
Força com isso :)