26 de novembro de 2009

Vamos destruir a nossa vida social aqui, agora e já?



Contem-me tudo!

Quais os vossos momentos só-quero-enfiar-a-cara-num-buraco-e-desaparecer ?



(Não necessariamente em roupa interior. Mas, se quiserem, também pode ser!)

Contem tudo que eu depois conto os meus. Vão gostar.

36 comentários:

Moretti disse...

bom dia senhorita Cat!!!
Puxa, pergunta difícil esta para quem acaba de acordar. ainda não são nem 7 horas aqui neste lado do mundo, mas os momento que eu tenho vontade de sumir do mundo são geralmente quando tenho alguma desilusão. fico totalmente anti-social.
Bom, depois cá venho para ver o que faz-te perder o norte.
beijinhos e boa aula para ti!

formiga disse...

Ora então se é para a desgraça, é para a desgraça.
Bom no outro dia ia eu para a Faculdade e nos 80 quilometros da viagem de ida que tive de fazer, fui sempre a mudar de posto de radio (isto de fazer grandes viagens sozinha todos os dias começa a afectar a sanidade mental), até que parei numa radio que não me lembro qual é e estava a dar o "Volare" dos Gipsy Kings. Ora aqui a menina n resistiu e começou a cantar e a mexer - se (dentro das possibilidades) Quando ohei para a faixa do lado estava um senhor perdido a rir com as minhas figurinhas!!!

Jonny disse...

Oi Cat :)
Já tive tantos momentos desses...Mas há uma historia que pelos vistos toda a gente (os poucos que a sabem) gosta que eu conte...Aqui vai:
tinha eu uns 16 anos, eram umas 3h da manha, era verão, estava eu de férias na minha aldeia de poucas pessoas a ver um programa na Sic onde estavam a ser entrevistados nudistas numa praia de nudismo. Depois de os ouvir falar, cheguei à conclusão que realmente tinham razão! Não há mal nenhum em andarmos como viemos ao mundo! Livrei-me da roupa (uma vez que a família estava já toda a dormir) e, passado um bocado, apeteceu-me ir fumar um cigarro. E lá fui...saí de casa e sentei-me calmamente nas escadas da casa a fumar um cigarro.Passaram uns 3 carros na estrada enquanto eu ali estava nu a fumar um cigarro. De repente veio um carro que, assim que passou por mim, travou a fundo e fez marcha atrás...E dum momento para o outro, a ideia do nudismo ser uma coisa natural não me pareceu tão boa como parecia antes...E fico por aqui...

Dexter disse...

Eu sou perito nessas coisas...basta ir ao meu blog...mas já sabes do que a casa gasta :p

Quando tiver um tempinho já conto uma engraçada.

Olhos Dourados disse...

Por-me a berrar com a pessoa que tocou a campainha a pensar que era o meu pai, e quando abro a porta... era uma médica que vinha falar com ele.

Rita disse...

A mim aconteceu-me uma situação em que eu não sabia mesmo onde me podia enfiar antes de ontem.

No museu do cinema daqui há uma parte que é tipo um caminho a subir à volta das paredes do edificio.

Numa parte tens uma televisão em que aparece o Neo e a Trinity no Matrix e se te meteres em frente, através de um efeito qlqr, apareces na imagem também.

Inspirada no senhor que lá esteve antes decidi que dava umas fotos engraçadas eu estar a apalpar as mamitas da Trinity. Mas a tarefa era complicada porque a ela estava sempre a mexer-se, então fiz mil e uma figuras, mil e uma caras.

Quando volto ao caminho para continuar a exposição vejo o casal que esteve lá antes e que já estava mais a frente a rir. A rir e a apontar para mim. É aí que vejo que mais à frente eles metem as imagens que estavamos a fazer naquele cantinho no meu do filme do matrix num outro filme que não tem nada a ver.

Eles riem, riem, e quando passm por mim a rapariga diz : "Sei stata fantastica!" - Estiveste fantastica; mas a gozar comigo! Na brincadeira...

Só sei que estava vermelha, vermelha, vermelha, e nem tive coragem de olhar para eles.

Cat disse...

Aqui vai uma das muitas que tenho:
Eu armada em simpática para a assistente do dentista:
"Então quando nasce o bébé?"
Ela com os olhos esbugalhados:
"não estou grávida, estou mesmo gorda..."
Socorro, nem sabia o que responder, pedi desculpa mas acho que isso ainda foi pior, só me apetecia fugir com o babete do dentista e tudo!

3Picuinhas disse...

Em Londres no metro a comentar em português, em voz mais ou menos alta, com a amiga que estava comigo a quantidade de coisas que gostava de fazer ao mocito que ia no banco em frente. O metro pára. O mocinho levanta-se, olha para mim, e diz num português perfeito "trocamos telefones?"....speechless...

Menina do Mar disse...

Bem eu no outro dia na faculdade, nas sala do computadores, estava sentada ao pé de um computador que tinha o aviso "temporariamente indisponivel". Ora solicita como sou não deixei de avisar o "menino" que passado pouco tempo se aproximou do computador... como ele continuava a olhar para mim com cara de quem n percebe nd eu continuei a explicar que o pc estava avariado e a apontar para o papel, até que finalmente me calo e ele lá consegue articular: "pois obrigado, mas eu sou o informático e vim precisamente arranja-lo"
Entretanto ja metade da sala se estava a rir...

Me disse...

Eu tenho tantos... normalmente resultam das quedas estapafúrdias que dou! Há dias foi no parqueamento do escritório, caí mesmo dentro de uma poça de água. Fiquei que nem um pinto!

Em Junho, ia com o director geral numa rua em Viseu a caminho do restaurante, de fatinho de saia branco, e caí redonda à frente do homem! O fato ficou lindo... e o meu rabo também!

Trabalhava há duas semanas na outra empresa (antes desta) e caí das escadas abaixo com 4 pastas de arquivo! O barulho foi tal que veio a empresa inteira ver se estava viva...

And so on and so on...

Cat disse...

Ahahah, meus queridos, já animaram o meu dia, o que eu me ri a ler!

Moretti: ohhh, tu não queres é contar! :P

formiga: ao menos podia ter disfarçado que se estava a rir de ti! xD

Jonny: que grande LOL! Estou a tantar criar a imagem mental de uma pessoa toda nua, sentada nas escadas a fumar! Ahahah! Era o carro da policia? xD

Olhos Dourados: eheheh! xD

Rita: ahah, estou a imaginar! E ainda por cima tiveste de te esforçar para apalpar as mamas dela! xD

Cat: essa é péssima! É melhor sempre ter a certeza de que a pessoa em questão tem mesmo um bebé dentro daquela barriga! xD

3Picuinhas: wooo, QUE MAU! xD E trocaram mesmo números? ;)

Menina do Mar: LOL xD Não tinha aquele ar nerd de informática? :P

Me: tens uma apetência anormalmente grande por quedas! :O LOL Coitada! xD

Rapariga do Batom Vermelho disse...

Fico sempre à toa quando os meus pais se lembram de contar (normalmente em reuniões de família ou ao meu namorado - pela enésima vez, sim) que quando era pequenina (aí com os meus 5 anitos), um belo dia resolvi fazer ninho aos pés da cama deles e ficar quietinha. Quando acordaram e me viram de olhos grandes a espreitar surrateira, perguntaram-me o que é que eu ali estava a fazer. Resposta: "estou a ver como se fazem os bebés". LOL

Beijinho, Cat*

Rainha de Copas disse...

Um dia de chuva, um trânsito infernal e eu a pé... descansadinha com o meu chapéu-de-chuva e com a cabeça no ar. Foi contra o sinal de passadeira. Doeu. Mas doeu mais quando olhei para o lado e vi um carro cheio de rapazes a rirem-se que nem uns parvos. Claro que me cederam passagem. Nem olhei mais para eles com tanta vergonha que tinha.

ergela disse...

Bom, nesse aspecto, só me aconteceu em que eu estava a fumar (quando ainda fumava, portanto há uns anos bons)chegou um senhor ao pé de mim, deu-me um palmadão nas costas e, dispara esta :
-Tás bom ó C....
Eu fiquei parvo a olhar para o senhor, pois nunca tinha visto semelhante pessoa, blá...para aqui, blá... ai e tal...e se fossemos ali tomar um café (e eu aflito a querer dizer ao senhor que era engano) no café outra vez, blá...blá...há quantos anos não te via, tal e coisa,(e eu que cheguei à conclusão que não valia a pena argumentar sobre o engano, pois não me deixava falar). Resumindo, contou-me a vida dele em poucos minutos, pagou o café e a água mineral, deu-me mais um palmadão nas costas, e um aperto de mão que me ía partindo as falanges e o resto, virou as costas e assim como apareceu, desapareceu. Agora pergunto por acaso foi uma situação benigna, óra se fosse mais um engano que dão em tragédia ?
Pronto aqui está uma situação caricata em que estive envolvido involuntariamente.

Beijo.

João Pinto Costa disse...

Tantas, tantas, tantas...uma das ultimas foi a semana passada ao cumprimentar imensa gente, pessoa a pessoa e sem pensar fui todo lançado para dar dois beijos a um rapaz que não conhecia por pura distracção.
O que vale é que as outras pessoas já conheciam o meu lado distraído e sabem que não existe nenhum lado gay.

Kikas disse...

eu sou uma desbocada autêntica e digo as coisas erradas na altura errada. já cheguei ao ponto de dizer em voz volta que um professor meu se estava a fazer a uma aluna. já disse mal de uma professora minha, forte e feio, revoltada e aos berros, com a filha dela atrás de mim na fila do bar da escola. o problema é que isto é só uma pequenina coisa, realmente costumo ser muito incoveniente, não sei porquê..

Rosie Dunne disse...

eu sei lá, tenho tantos, tantos momentos desses. o primeiro que me veio à cabeça, foi no dia da apresentação da minha turma de 7º ano, em que, ao dizerem o meu nome, entro toda disparada na sala de aula e sento-me no lugar onde era suposto ficar. logo de seguida, a professora chama-me e diz-me que tenho de sair dali porque havia outra patricia antes de mim. era a primeira vez que estava com a minha turma nova e tinha logo de dar nas vistas! foi bastante embaraçoso, mas sei que já tive bem piores! :P

Bea disse...

Uii tantos momentos desse já! vou contar um que se passou há cerca de três anos. Estava na praia e tinha vindo da água para o toldo. Cheguei ao toldo e a vizinha do lado, já com uma certa idade, começa a perguntar se a água estava boa e não sei quê e eu respondo ao que me pergunta quando reparo que ela não estava a falar para mim mas para o senhor atrás de mim. Foi tão mau! é daquelas ocasiões em que só nos apetece mesmo abrir um buraco no chão! beijinho Cat

~ rita disse...

Hmmm, ter chamado storzão a um prof de mat? [tecnicamente não chamei, mas um amigo meu fez com que o prof soubesse que sim. e foi a vergonha total] :x

Galo disse...

Bom, em tantos anos de vida, confesso que já passei as minhas vergonhas, mas posso adiantar um exemplo mais recente onde nem foi bem vergonha, foi mais por uma questão de ética, tive vontade de meter a cara num buraco.
Foi aquela multa por excesso de velocidade, quando vinha todo contente da consulta em Stª. Maria.
É que eu estou farto de ver ali a bófia e fui cair na armadilha. E vergonha, vergonha, foi ter pago 120€ por ir a 78Km/hora, quando já estou farto de passar por lá a mais de 100.
Agora deixa que te diga uma coisa: com aquela roupa e naquela posição, podes ter a certeza que vais arranjar muitos "amigos" eheheheheheheh

Beijinho

Cat disse...

Rapariga do Batom Vermelho: oh, mas isso até é fofinho! :)

Rainha de Copas: é que tem de existir sempre um monte de pessoas (então um carro de rapazes!) a ver, não podemos humilhar-nos num momento em que não vá ninguém a passa, xiça!

ergela: AHAHAHAH, isso foi um momento e peras! Pronto, fizeste ali um amigo (durante cinco minutos!). E ganhaste um café! ;)

João Pinto Costa: eu acho bem não teres desses preconceitos xD

Kikas: e não foste logo recambiada pro conselho executivo? xD

Rosie Dunne: foi uma entrada em grande! :D

Bea: essas são tão más, sentimo-nos tão "ups, não era para mim!"

~rita: eheh, é boa!

Galo: vergonha por ser multado a uma velocidade inferior à qual costumas andar ali? LOL xD Sim, esta foto... =X

D* disse...

Quando espirro! Sim eu sei que parece normal, mas ter espirros como os meus não é lado muito bom... fica toda a gente a olhar até que alguém decide perguntar "o que é que foi isso?". Pior mesmo é quando isto acontece em locais públicos!

Beijinhos***

Lady me disse...

oh!

Já me aconteceram tantas! E agora não me lembro de nenhuma :S

Moretti disse...

pois, sou recatado :$ e as vezes lamechas demais, mas como tu, ri-me todo de ler o que cá foi postado :)

miúda gira disse...

Eu sou perita em meter a pata na poça. A mais recente foi na semana passada (acontece-me frequentemente portanto)e foi mais ou menos assim: Ia no corredor com dois colegas meus e passou por nós uma médica com quem me tinha cruzado minutos sntes no mesmo corredor e a quem tinha cumprimentado sem ter qualquer resposta. Ora, quem me conhece sabe que é coisa para me deixar verdadeiramente piúrça! Quando passei por ela com eles, ela sorriu-nos e falou super bem e eu fiquei ainda mais lixada e disse em voz alta depois da senhora passar:"este pessoal é todo antipático para as raparigas e depois veêm dois gajos giros e é vê-las a derreter", isto não teria sido mau, se apenas eles tivessem ouvido. Mas não foi o que aconteceu (claro!), estavam 2 ou 3 mulheres que conheciam a médica a entrar para o elevador que ouviram tudo. Claro que eu fiquei de todas as cores e eles desataram a rir mal o elevador se fechou...não havia buraco por onde me enfiar! E podia contar milhares de histórias deste género :(

Jonny disse...

Lol, felizmente não era a policia não...mas também não esperei para ver e assim que o carro pôs marcha-atrás voltei para dentro do meu buraco a que chamo "casa"...E o mais certo era ser alguém conhecido. Aquilo são aldeias com poucas pessoas, mas como ninguém me perguntou nada nos dias seguintes, lá terão pensado que viram um fantasma... :D

Cat disse...

D*: gostava de ouvir isso! :D

Lady me: oh, está bem! :)

Moretti: :)

miúda gira: xiii, que mal! :P Se os médicos todos parvos, antipáticos e arrogantes com que tenho o desprazer de me cruzar, ouvissem as coisas que dizemos deles... Ia precisar não de um, de cem buracos!

Jonny: é o pensamente mais provável que lhes pode ter ocorrido, sim.. :)

pedro disse...

umas vez vi uma miuda parecida a uma amiga minha numa caixa multibanco e cheguei ao pé dela e gritei-lhe "ISTO E UM ASSALTO" ela começou a gritar e eu só pedia desculpa xD

lemon(ite) disse...

O que eu me ri com os comentários! Também vou deixar a minha dose. Há uns anos num encontro de estudantes de várias nacionalidades estendi a cabeça com a intenção de dar dois beijinhos a um sudanês e ele fica tão aflito que quase desequilibra para trás (é uma falta de respeito os beijinhos na cultura deles). Fiquei tão envergonhada, atarantada, vermelhona e tal que começo a falar sem parar. E que faço eu? Convido para uma visita às caves do Porto. (dah para mim). O rapaz ficou ofendidissimo e pensou q eu estava a gozar com ele com a cultura dele and so on.
Senti-me terrivelmente mal. É caso para dizer em boca fechada não entra mosca nem sai asneira :P

3Picuinhas disse...

a mim as coisas "vergonhosas" só me acontecem no metro. Mais uma: metro, hora de ponta e nós em grupo a caminho de um concerto. Tudo de mãozinha agarrada ao vãrão em frente á porta. Mãos mão e eu vai de começar as dar beijinhos lambuzados numa maõzinha que parecia a do mais que tudo à época. de repente a mão começa a desviar-se lentamente...apercebo-me então do ar envergonhado e corado do senhor a quem bejocava os dedinhos... e que não e conhecia de parte nenhuma. A parte pior foi conseguir conter as gargalhadas pq o resto do grupo ria alarvemente...

Cat disse...

pedro: é assim que abordas os teus amigos? xD Deves ter muitos, deves! :P

lemoni(ite): coitado do rapaz! xD xD

3Picuinhas: ahahahah, QUE MAU!

Sara. disse...

Ainda no outro dia, como ia atrasada para uma aula, entrei na sala a correr e, despassarada com sou, disse em alto e bom som: CHEGUEI AMIGUINHOS.
De repente parei e fiquei especada a olhar pra eles, tinha-me enganado na sala!
LOOL.

Saí de lá a correr e de tanto me rir até me ia sentindo mal.

:)

J.R. disse...

Estava eu num dos cubículos das casas de banho do meu liceu, quando oiço alguém a perguntar: 'oh Joana já te despachavas'. E eu respondi:'Vou já', 'não demoro' ou qualquer coisa do género.
Conforme saio do cubículo, começa a risota das minhas queridas amigas. Ao que parece, havia outra Joana na casa de banho e era a ela que tinham chamado.
Oh mas isto não é nada, comparado com a minha inconveniência diária. Ainda esta semana, virei-me para as minhas colegas alto e bom som: 'Fogo, vem para cá outra escola comer no nosso refeitório e ainda por cima é dia de frango assado. Estes gajos comem-nos o frango todo e depois vamos ter que comer restos da semana passada'. Uma rapariga que estava à minha frente, ficou feita parva a olhar para mim e eu fiquei vermelhíssima. Fantástico. A minha gula a vir à superfície.

G. disse...

São tantas...=D Sou bastante conhecida por elas...Mas a pior...
Estar sentada ao lado do rapaz de quem gostava e mnadar uma msg ao meu melhor amigo. E de repente sentir um toque no braço e o tal rapaz mostrar-me o seu telemovel com a mensagem que supostamente teria enviado ao meu melhor amigo que era nem mais nem menos- Oh God, ele está ao meu lado!

' Claudjinha disse...

um dia, estava a dormir com uma amiga minha, acordei, virei-me pro lado, e vomitei pra cima dela. e era verão, estávamos destapadas.... baaaahhh

Marina disse...

era mais jovenzinha .. tava a sair da praia e tava distraída, e depois dei a mão ao meu pai. Olhei, e não era o meu pai, que ia mais á frente. fiquei toda corada, disse 'desculpe' e fui a correr ter com o meu pai, enquanto os meus irmãos e a minha mãe se riam..

outra foi que eu andava aos sms com o rapaz que eu gostava mas ele era mais velho que eu dois anos, e eu tinha inventado uma identidade falsa (eu sei que isso foi feio, mas eu era mais novinha :x)e eu tava aos sms com ele, e tava com a minha amiga ao lado. de repente eu viro-me pa ela e grito 'ELE DISSE (...)' e o rapaz tava sentado numa sala ali ao pé e ouviu o que eu disse, só queria um buraco para me enfiar :x

- tenho tantas mais .. agora não me lembro de mais nenhuma, mas sei que tenho muitas destas pérolas xD