18 de setembro de 2009

Pequenos Ditadores


A família não é uma democracia, no sentido em que os votos não têm todos o mesmo peso,

disse o meu querido Professor Daniel Sampaio ontem na Prova Oral, na Antena 3.

E eu não poderia concordar mais (mas em relação a tudo o que vem dele, admito que possa ser parcial) por isso, Pais daqueles miúdos ranhosos que vão em altos berros nos transportes públicos, que se deitam no chão do supermercado a esbracejar, que choram até ficar roxos no meio da rua, que batem o pé e são mal educados e dão pontapés e ameaçam e tentam bater aos pais, só porque não lhes compram qualquer coisa que pediram (ou outro motivo semelhante, igualmente minor), atentem no que diz este senhor e aprendam a controlar esses pequenos diabinhos, em vez de os estragar com mimos e de cederem sempre com o ai, coitadinho do menino!



Katie Holmes e Suri Cruise
(vá, esta pirralha ate é um piriri amorosa!)


[A propósito, morri para aí três vezes quando o Alvim leu em directo o meu comentário de veneração ao Daniel Sampaio, que deixei no site do programa! Alguém ouviu? Mas a minha querida colega e amiga ADEK queria telefonar para lá a pedi-lo em casamento. Por isso, penso que até fui moderada.]


25 comentários:

S* disse...

Tem toda a razão, ora essa. Os miúdos obviamente não sabem decidir bem, logo votam menos. ahahah


Eu nao ouvi, mas gostava de ter ouvido. :P

Patrícia disse...

É nessas alturas que, depois de insistirem no impossível, sabe-lhes sempre bem uma daquelas nalgadas bem dadas!
Espero nunca ter um filho birrento, pois nesse caso serei a tipíca mãe má. Estou mesmo à espera de ter um filho alegre, bem educado, simpático, sociável e livre! (E já agora bonito, bonito, mesmo lindo!)

=P

Não ouvi o alvim citando-te. Oh!

♥ Guida disse...

Pois claro! E na minha família, qual democracia? Quando constituir família vou é pôr em prática a ditadura. Ou fazem o que eu mando ou fazem o que eu mando! Se desobedecerem, são severamente punidos... :P

Ok, exagerei ^^


Beijinho

Lia disse...

só é pior é quando estás no meu caso: o meu namorado já tem um filho, no fim de semana em que o miudo está conosco é a desgraça, porque nós queremos educá-lo mas ele está habituado a fazer tudo o que quer e o que quer! Agora já se vai habituando que qd aqui está é à nossa maneira, mas houve alturas de muito berro...

Rosie Dunne disse...

ooh, nao vi...

co2 disse...

Claro que só é necessário chegar a extremos, porque deixam as crianças apanhar-lhes os pontos fracos e a partir de uma certa altura do processo, já nem com porrada lá vão. Mas sempre que vejo um puto a berrar por nada, dá-me vontade de pegar-lhe pelas patas e bater-lhe com a cabeça contra os pais.

Hermione disse...

por isso eu que eu sempre acho que uma palmadita de vez em quando nao faz mal a ninguem, alias, esses miudos ressabiados têm é falta delas. eu qd era miuda levava uma ou duas e fez-me bem :)

Menina do Mar disse...

O programa da rtp2 ou da radio? :P
se foi no da tv está visto que perdi
a melhor parte do programa, já percebi só comecei a ver um bocadinho antes do meio axo eu...

Sim estes meninos mimados é deixa-los a fazer birra ate lhe passar!
*

Swadharma disse...

Tive uma palestra com o D.Sampaio e gostei bastante. Muito bom comunicador, mesmo. Consegue prender a atenção do público=)

*

Babs disse...

Vi logo que ias fazer post sobre isso. Ouvi, sim, fui eu que te avisei do programa ;)
Como professora, tenho a dizer que os miúdos precisam de muitas regras... Não sou muito velha, portanto não sei como era antigamente, mas parece-me que era bastante diferente em relação ao respeito e educação.

inês bandeira disse...

o problema desses votos é que continuam a valer sempre o mesmo. dos 3 aos 20, e eu que vá esperando sentada. (:

Kikas disse...

conheço uma rapariga de onze anos que disse ao pai "se tu tens uns óculos de sol, eu também posso ter". e o pai comprou-lhe uns, graduados e tudo! é normal?? não ouvi mas deves mesmo ter morrido três vezes xD

disse...

Também venero o senhor e concordo com o que escreves Cat. ainda esta semana falava sobre o assunto e afirmo que a culpa é de quem os educa...

ADEK disse...

Não estava em casa, foi uma tristeza...e estava a caminho de um shopping, por isso só o ouvi o bocadinho que deu (depois entrei com o carro no parque e foi-se o sinal de rádio). Mas deve dar para ouvir o resto na internet...

[Se tu fosses amiguinha de verdade, óbvio que ligavas para lá a pedi-lo em casamento em meu nome... Mas pões-te só a fazer comentários no blog. Perdi a oportunidade de uma vida! Cat, ó Cat... XD]

[Bora às teóricas de quarta feira as 8h da manhã este ano?:P Faltamos às nossas e vamos às do 4º ano:D]

Beijinho!*

Olhos Dourados disse...

100% pode acordo! Não há paciencia! Os pais são culpados de terem filhos assim.

Jedi Master Atomic disse...

Não há nada como um bom ferro em brasa para resolver questões de educação...loooool

Dexter disse...

De pequenino é que se torce o pepino (como eu adoro esta expressão)! Se n forem bem educados desde pequenos está o caldo entornado e vamos ter de aturar aqueles putos estúpidos armados em Morangos com Açúcar...

Cat disse...

S*: claro, era só o que faltava!

Patricia: todos queremos um filho assim ^^

Guida: ééé, ditadora! :P

Lia: pois, quando a educação é partilhada deve ainda mais terrível!

Rosie Dunne: não OUviste :P

co2: pois é, a mim também me dão cabo dos nervos!

Hermione: sim, e ele até disse que o que muitos adolescentes se queixam, nas consultas dele, é de não lhes terem imposto regras em crianças, de os terem estragado com mimos e de lhes terem dado tudo o que queriam.

Menina do Mar: na antena 3. Prova oral acho que é só na Antena 3 e não na tv. Ou estarei enganada?

Swadharma: ah pois, eu já tinha avisado que ele era assim! :)

Babs: pois foste, obrigado! :) Precisam, além de regras, que os adultos que conhecem façam por que eles as cumpram!

inês bandeira: não acredito que a tua opinião tenha o mesmo peso de quando tinhas 3 anos :P

Kikas: e o pai deu! :O Morri três vezes mas sobrevivi para contar xD

Bê: mas não há forma de os pais compreenderem isso!

ADEK: não posso pedir uma pessoa em nome de outra, ó tonta! Não perdeste a oportunidade, amiguinha. Serviço de Psiquiatria, 4º piso, primeira porta à direita...uma porta a dizer "Daniel Sampaio" ao fundo do corredor xD

Olhos Dourados: Transformam-nos naquilo e depois queixam-se!

Jedi: ah pois!

Dexter: ainda gostava de saber as origens remotas dessa expressão!

Carlos Pires disse...

Cat:

O DS tem razão no que diz sobre a família: não é de facto uma democracia nem devemos tentar que seja (o que não significa não ligar ao que os miúdos dizem e não ter em conta, se isso fizer sentido, o seu ponto de vista).

Tenho pena que em relação à educação a conversa do DS seja muito mais dúbia: ora dá uma no cravo ora bate na ferradura, ora fala na autoridade dos professores ora se perde em tretas vagas sobre o diálogo e a negociação.
A verdade é que uma aula não é nem pode ser uma democracia - e isso o DS não diz explicitamente. Tendo em conta a influência que tem, acho que aquilo que diz sobre educação é nefasto para a qualidade do sistema de ensino português.

cumprimentos

Lady me disse...

Ainda hoje falei dessas crianças! Grr que nervo que me metem! Maltratam as pessoas mais velhas, e os pais ainda riem "ah, o meu filho já diz putª" e eu digo "ai que giro, quem merecia levar uma palmada eram os pais". Falta de respeito pá!

Olha não ouvi!...

Beijinhos*

P.S: Recusei o teu comentário sem querer :(

Red Tape disse...

Há alturas que apetece mesmo esganar os putos... mas bater à séria era mesmo nos pais que criaram esses demônios!

Embora confesse que na minha "piqueninagem" fosse um terror. Mas não é cá coisa de menino mimado, era só porque sim, porque era porreiro, rebelde e vá estúpido.

Menina do Mar disse...

Pois é so na radio sim, mas como a ultima informação com que fiquei na cabeça foi o Alvim, pensei no 5 para a meia noite e nunca mais me lembrei que era na prova oral... lool

*B* disse...

Há uns tempos num hipermercado um miúdo (a fazer birra, claro) desatou a deitar as bolachas de uma prateleira mais baixinha todas ao chão. Colocou a mão numa ponta e zás, tudo no chão!

A mãe aproximou-se, deu-lhe um safanãozecozinho na mão e disse: ai o menino! Só, mais nada!

Foi esta a repreensão dela! Assim em jeito de não aquece, nem arrefece!

Se eles são assim, são os Pais que (também) os fazem assim!

fee disse...

A minha mãe nem me deixava fazer grandes birras, era logo uma estalada e já almoçaste! Mas sei que também tive uma fase do piorio, e acabava sempre as birras ainda pior, porque depois chorava com razão porque tinha apanhado.
O que se vê mais é pais sem autoridade ou sem saber como lidar com os filhos. Eu não sei que mãe serei, mas há coisas que sei que (em princípio) não quero fazer!!

Cat disse...

Carlos Pires: acho que ele tenta só defender um meio-termo entre a intransigência para com as crianças e adolescentes e o sermos controlados por eles... :)

Lady me: os pais ainda incentivam e riem das "gracinhas" que não têm graça nenhuma! :o

Red Tape: sim, ser traquina é uma coisa, ser rabugento, birrento, mimado, chantagista e mal-educado, é outra!

Menina do Mar: aaah!

*B*: é do que se vê mais por aí. E às vezes nem sequer lhes dizem nada! :O

fee: eu também não devia falar sem ter a experiência. Acredito que seja muito dificil ser bom pai e que deve ser mais fácil fazer todas as vontades..