19 de agosto de 2009

A Kate não sobreviveu. Foi o melhor tratada que poderia ter sido. Já estava habituada a nós, à casa, ao sítio onde dormia, aos sons, ao espaço. Continuava não muito enérgica, caquética e minúscula mas como até comia com satisfação, pensei que era só dar tempo ao tempo. Hoje de manhã, quando fui ver dela, estava, como sempre, na cama. Só que tinha os olhos abertos e já não respirava.


Foi pela morte de uma gata que tive durante oito anos que, durante muito tempo, não quis voltar a ter gatos. E é por causa disto que, provavelmente, não vou voltar a querer.

Edit: obrigado por todos os comentários, são uns queridos!


39 comentários:

*B* disse...

Lamento, minha Cat =(

formiga disse...

Oh querida...coitadita. Afeiçoamo-nos a eles e depois é uma tristeza!!

beijinhos

disse...

Oh Cat...até me vieram lágrimas aos olhos, porque sei o que estás a sentir. Um beijo grande grande para ti e força...
Mas pensa que tens muito amor para dar aos animais e muitos a querer e precisar desse mesmo amor e cuidado. Ela foi feliz enquanto viveu contigo.

Filipa disse...

Lamento muito! Afeiçoamo-nos aos nossos amiguinhos e depois sentimos um vazio enorme... :(

Beijinho

S* disse...

Perdi um dos meus gatos há 10 meses e é impossivel esquecer. Tenho a fotografia dele no meu quarto, para recordar.

Um beijinho e força *

Elle disse...

lamento minha linda.
beijocas grandes e força, fizeste o melhor q podias e foste o melhor q ela teve.*

Patrícia disse...

Só agora vim ao teu blog e pude ficar a conheçer a Kate. Tenho muita pena que não tenha sobrevivido, eu passei por uma situação semelhante há uns meses atrás.

É normal que esta afeição que temos com os animais nos leve a dizer que não queremos mais nenhum depois da morte de outro. Mas há sempre um dia em que nos voltamos a apaixonar e não há volta a dar.

Há imensos bichos a precisarem de casa e amor.
Eu sinceramente acredito que há um "Céu" para os animais, por isso a maneira como encaro a morte deles é diferente.

Beijinho*

Swadharma disse...

Ohhhhh Miauzinha!
Eu também ADORO gatos. Tive um siamês que foi roubado e foi descoberto o seu paradeiro por 2 ou 3 vezes. Depois... desapareceu para nunca mais se ver.
Tive o Tobias, um gato abandonado, domestiquei-o... uma vez fugiu na praia da Tocha, mas encontrei-o. Trouxe-o... foi atropelado!
Vivo a 20 metros de uma estrada. Não é muito movimentada, tem boa visibilidade, mas o civismo não impera. Atropelaram-me o Branquinho e o Bobby, dois cães! E por fim, atropelaram-me o Pantufa, o último gato que tive!
Agora tenho o Peklys, que é um cao... tentamos que ande solto apenas quando alguem o pode vigiar e ralhamos para não ir para a estrada.
Custa perder os nossos animais!

Beijo Miau*

Jedi Master Atomic disse...

O pior sentimento que se pode sentir é a perde de algo que amamos. Nem quero pensar quando for um dos meus.

O que é que se passou com ela?
Parecia bem !!

sakura disse...

Oh, que pena! =(
Sabes, custa imenso perder um animal de estimação, mas depois de passar a tristeza, lembramo-nos de todos os bons momentos com eles e aí podes ter de novo vontade de ter um bichinho em casa :)
Beijinhos

♥ Guida disse...

Ó Cat :( Pobre bicha... Olha, se andava a sofrer, foi melhor assim.

Beijinho

Hermione disse...

sinto muito querida Cat. força.

Renata disse...

Oh lamento Cat, até eu tinha simpatizado com ela :|
Um Beijão

_Malinha viajante disse...

Oh...lamento minha querida!! Tenta pensar nos bons momentos que passaste com a gatinha!!:))
beijinho gr*

_Malinha viajante disse...

Ps- esqueci-me premiozinho lá no estaminé!!

Zaahirah disse...

O meu foi há cerca de 2 semanas e estava comigo há 13 anos. É uma sensação de perda tão grande! :(

Força!

**

Kikas disse...

embora não tenha animais domésticos, sinto muito a tristeza das outras pessoas ao perdê-los. por isso sei o que estás a sentir! força, Cat :) a Kate vai ficar lá à tua espera :'p

Anjo-sem-asas disse...

Lamento muito, mesmo :(

Talisca disse...

OOOHHHHHHH.........tadinha.....


Não deixes de ter novamente um gato, são eles que absorvem as más energias.......

Talisca disse...

Ps- ok, só não precisam é de morrer logo!!!!! A Kate deve de ter sido a última da ninhada e por isso a mais fraquinha.....infelizmente é uma situação comum.

Moon Sun Girl disse...

ola ola =)

em primeiro lugar desculpa a invasao =)

Muitos parabens pelo blog! Gostei bastante do modo como escreves e dás a tua opiniao! Vou ja seguir :)

beijinhos grandes e continua assim! =)

Pinkk Candy disse...

olá!

sinto muito :'(
eu perdi a minha cadelinha no mês passado e sei como custa e muito!

beijinhos e força***

pedro disse...

dizem sempre isso "nao quero mais gatos/caes" mas das por ela ja tens outro eu tive um cao durante 18 anos e a minha mae disse que nao queria mais nenhum, agora temos o guga e o sam =), mas lamento pela kate cat =/

Anónimo disse...

:( :( :( :(

Odalisca disse...

Lamento pela Kate :(
Mas nao desistas...

Tens selinho la no meu blog!

Beijinhos e força linda!!

Rita disse...

Oh, que mau...
E não tenhas esse pensamento. É que foi mesmo azar a gatinha ser assim tendo em conta o que contaste.

ADEK disse...

Oh, Cat:/ Fizeste tudo o que podias por ela, deste-lhe todo o amor que tinhas para lhe dar. Isso é muito importante, senão o MAIS importante! Ela há-de sentir-se agradecida, seja de que maneira fora:)

E agora custa, claro. É perder um amigo. E ela vai sempre ocupar o seu cantinho no teu coração. Mas tens muitos mais cantinhos, e pode ser que, ao contrário do que achas agora, aguentes de novo uma situação parecida:) Os miminhos e os olhares que eles nos dão fazem tudo valer a pena!

Beijinho*

Sara disse...

OLá Cat
Estou pela primeira vez no teu blog, e ao ler as tuas palavras tive de comentar.
No ano passado tb perdi o meu Zonht, o melhor gato que alguém pode ter, andava atraz de mim pela casa, era o meu amigo, ele tinha 14 anos, ainda hoje sinto a falta dele, a foto dele continua na minha carteira e a sua iamagem no meu pensameto e no meu coração.


Gostei do teu blog, vou voltar

Bafejada pelas Musas disse...

Senti-me mesmo mal:S Caramba a gatinha devia estar doente ou assim! Ninguém te tinha dito nada quando a adoptaste? nem no veterinário? Não percebo:( Não deixes que isto te afaste dos animais mais tempo de novo. Há muitos gatinhos que se não forem adoptados são abandonados ou pior:( força nisso Cat..
Beijinho.

Sandy disse...

Lamento, eu fiquei com uma gata que andava na rua. Estava magra e durante uma semana nem se mexia, só comia quando lhe dava mas mesmo assim sempre acreditei que recuperava e felizmente está bem agora. Sei o que estás a passar, também já perdi muitos animais mas necessito de os ter na minha vida. Agora custa mas dá te oportunidade de os teres e de lhes dares uma vida feliz que de certeza que foi o que ela teve contigo.

anisca disse...

Eu já passei por isso n vezes.... é sempre difícil de superar!!!
Mas para mim a melhor solução é arranjar logo outro! O que vem acaba por fazer diminuir a saudade e a tristeza que o outro deixou.
Se vamos deixar de ter ou fazer algo com medo de voltar a sofrer .... acabamos por perder grandes momentos de felicidade!!!!

Força, coragem... garda os bons momentos e vai à luta!!!!

Dexter disse...

Ohhh tadinha :(

Pelo menos enquanto esteve entre nós foi bem tratada...sei que n serve de consolo, mas pronto...:(

Framboise disse...

Compreendo-te bem.. Mas acho que não devias desistir de ter um animal. Têm uma vida curta, mas o pouco que vivem marca-nos.
Um beijinho grande, lamento muito..

Miguel disse...

Já tive 3 gatos, apesar de não gostar de gatos. Talvez o não gostar tenha vindo depois de os ter.
Foram 2 gatas e um gato. Todos fugiram no Verão, durante as férias, em casa da minha mãe, no Algarve.

Gosto mais de cães.
Também tive 1 e também desapareceu durante um Verão no Algarve.

Os gatos, acredito que tenham fugido mesmo. O cão, ou foi roubado, ou atropelado e morreu algures.

Os meus animais também vieram assim, minusculos, para casa. Um dos gatos, já não me lembro qual, apanhei-o na praia, onde uns miudos estavam a afogá-lo.

Lamento que a tua gatinha tenha morrido. Provavelmente tinha qualquer doença ou mal formação.
O meu cão era cardíaco e epiléptico mas sobreviveu bastante tempo até que desapareceu.

Bem, melhores dias virão...

*

Su disse...

Sei o que sentes embora não minimize em nada a tua dor.
Perdi o meu amiguinho de 11 anos há quase 1 ano e ainda não me refiz.
A certa altura tive necessidade de ter outro, não sei se na tentativa de colmatar a falta dele... Este agora faz-me companhia, é pequenito ainda e logo muito traquina. Longe da serenidade do meu fiel companheiro.
Ainda choro a falta dele quase todos os dias. Não se sei conseguirei alguma vez superar. Já nem é normal.
Desculpa a invasão no teu espaço com a minha dor.
Sei o que custa... muita, muita força.

Abraço forte.

Pinipóne disse...

Beijinho!

Carlos Rangel disse...

Lamento... sei bem o que é esse sentimento de perda.

Uma grande beijoca.

Olhos Dourados disse...

Eu tenho aqui 4 pequeninos muito enérgicos, queres um?

humming disse...

Uma vez apanhei uma ninhada de 6 gatinhos abandonados na rua. Tinham uns 15 dias. Ainda bebiam leite de biberão. Fiquei com eles 3 meses, até achar que estavam preparados para deixarem de ter os irmãos por perto. Foram 3 meses felizes. :) Felizmente todos ficaram saudáveis. Temi pela vida de dois deles, mas passados um ou dois dias já estavam vivaços. Tive de os dar, apenas mantenho um, que partilho com um amigo. Vou tendo notícias de todos e estão bem.

Espero que um dia tenhas também uma história feliz com animais que te faça mudar de ideias. A morte virá sempre, mas até lá vive-se...

(Quando os gatos são bebés e foram desmamados muito cedo, podem sofrer facilmente de pneumonia e morrer por causa disso. É importante ir logo ao veterinário para saber se o gato está com pneumonia, se tem líquido nos pulmões, etc.)