15 de maio de 2009


Não gosto dos mais-ou-menos, dos assim-assim, do meio-termo, do morno, do não aquece nem arrefece, do Centro, do cinzento, das meias medidas, nem do copo meio cheio nem meio vazio. Não gosto dos encolher de ombros. Não gosto dos "no meio é que está a virtude" porque me parece muitas vezes uma incapacidade e/ou cobardia para assumir uma posição, para ficar de um dos lados da barricada. E/ou comodismo, também.

Dizem-me que tenho mau feitio. Mas eu discordo. Sou é de extremos, com tudo o que isso tem de mau. Sou impetuosa, intempestiva. Gosto ou não gosto. Quem adoro, adoro muito. Os amores são grandes grandes amores, arrebatadores. De quem gosto pouco, gosto mesmo muito pouco. Sobre todos os temas acerca dos quais tenho alguma informação, tenho opinião. (Claro, não me venham perguntar o que acho sobre reprodução de escaravelhos ou plantações de maracujás na Nova Zelândia). Tenho opinião sobre os facto de que disponho, perdendo algum tempo a saber se são imparciais. Mas tenho humildade para, ao ouvir alguém que saiba mais sobre o assunto, mudar de opinião (mudo, muitas vezes). Mas não gosto de estar ali no não sei, decido amanhã, logo se vê, tu é que sabes. E gosto muito de pessoas com opiniões diferentes da minha. Adoro argumentar, tentar convencer e que me tentem convencer a mim.


Se já me foi prejudicial alguma ver não ter permanecido em terreno neutro, morninho, seguro?
Sim, muitas.





24 comentários:

Dexter disse...

Indefinições: eis uma coisa que n suporto. Eu tb sou mais ou menos como tu: qdo tenho algo p decidir, tem que ser logo! Tirando o IRS... :p

*B* disse...

Sou IGUAL!

Ponto...

8 ou 80!

Não há meio-termo!

o dono do blog disse...

As indefinições não me deixam dormir. Se tem que ser, que seja já.
Acho que te enganaste sobre a questão de ficar de um dos lados da barricada. Pois é precisamente o contrário que me irrita: pessoas de meias tintas, não são carne, nem são peixe, que mudam com toda a facilidade de um para o outro lado da barricada.
Se sou de extremos? Dizem que sim.

Beijos

disse...

Genial este teu post - e como eu concordo contigo querida Cat - acho que tens uma personalidade forte e eu gosto disso!

Olhos Dourados disse...

Se todos tivéssemos a mesma opinião, as conversas iam ser secantes sempre.

Vi da Silva Miranda disse...

concordo cntg mas ainda à alguns dias aconteceu-me o mesmo. Prejudiquei.me por não ter ficado em território neutro, ás vezes não é não ter posição é saber quando e a quem devemos argumentá.la porque há alturas em que o silêncio valia muito mais.
xoxo

Swadharma disse...

Eu gosto do equilibrio...
=)

Hermione disse...

Eu tambem sou assim. Uma vez o meu namorado disse-me 'porque e que tens sempre uma opiniao sobre tudo? e porque e que tens sempre de a dizer?' :p

as vezes traz-nos muitas chatices ser assim.muitas mesmo. mas ou é preto ou branco, nao ha lugar pra cinzentos.

beijinho Cat

Jedi Master Atomic disse...

O que é que pensas sobre reprodução de escaravelhos ou plantações de maracujás na Nova Zelândia?

ADEK disse...

Vamos tentar perceber em que discordamos de opinião para darmos alguma graça às aulas de cirurgia:)- ou pelo menos às partes em que esperamos ansiosamente (not) o professor nos corredores do serviço...

b.vilão disse...

Just be... my dear.

♥ Guida disse...

Lá está, ou sim ou não! Nim não vale! E ponho o mundo ao contrário se perguntar alguma coisa e não me responderem ou disserem "não sei, escolhe tu!".


Beijinho

pedro disse...

entao e o que dizes,a economia de mercado da micronesia,face á exportaçao de algodao do butao,que tem um impacto directo sobre exportaçao de t-shirts da china?fora isso concordo a 10000% ctg tb sou assim =)))

♥ Guida disse...

Eu apanhei há menos de um ano! Com esta juba! É o que acontece quando passamos a vida agarradas a pessoas pequenas! E dei cabo deles em menos de três tempos :D

Beijinho

Cat disse...

Dexter: o IRS é um caso à parte ;P

*B*: :)

o dono do blog: mas isso são pessoas, provavelmente, com opiniões pouco consistentes acerca das coisas.

Bê: obrigado, querida! :) beijinho *

Olhos Dourados: claro!

Vi da Silva Miranda: pois, nem sempre traz vantagens, não :/

Swadharma: eu também. Mas sinto-me mais em equilibrio se tiver uma opinião sobre as coisas do que se não souber.

Hermione: ahah, o teu namorado disse tudo! :D

Jedi: não sei. Mas se fizer favor de me informar acerca de, depois lhe direi.

ADEK: ansiosamente + cirurgia: só mesmo que as aulas acabem, qnd ele diz "então pronto" e acaba de beber a garrafa de água!

b.vilão: e sou :)

Guida: é isso mesmo, nim não é nada! Aposto que com todas aquelas dicas os malvados não se atrevem a aparecer outra vez no teu cabelo :D

pedro: não faço ideia. E tu, o que dizes acerca disso? :) *

mary disse...

acho que sito faz todo o sentido.. realmente nunca tinha parado para pensar nisso mas eu sou igualzinha... ou é tudo ou é nada. o que por vezes também é mau... se está tudo bem, está tudo bem, mas se esta alguma coisa mal esta logo tudo mal :x os mais ou menos e meios e afins , por favor ...

~ rita disse...

Eu revi-me ali na parte do adorar, adorar mesmo e detestar, detestar mesmo. :)

Jojozinha disse...

gosto mesmooo da maneira como escreves. e olha q nao digo isto a mts blogs...
parabens! :) é um prazer vir aqui!
e personalidades bem fortes e do q se precisa hj.
beijinhos

Menina do Mar disse...

Que giro ainda à pouco tempo estive a falar disto com o meu namorado e ele usou uma frase parecida com a tua: "8 ou 80, preto ou branco, é o que tu és, cinzento não!!"
Bem e agora deu para ver que há imensa gente igual a mim lol

Ai e como eu compreendo quando dizes que já te prejudicas-te...também me prejudiquei, mas no fundo não me arrependo!
*

Lolita disse...

Também sou assim. A minha mãe costuma dizer que eu sou toda decidida, que não sabe a quem eu saí. beijinho*

Anita disse...

Com certeza uma mulher de paixões e bem resolvida! :) beijinhos

JorgeMiguel disse...

Catarina,
julgo perceber o que queres dizer.

Suponho que não simpatizas com quem é amorfo, quem não se move, quem não empreende.
De quem estimas, presumo, são aquelas pessoas que nos fazem admirá-la, que nos fazem emocionar, que nos fazem confiar na condução dos destinos comuns.

Porém, na variância dos extremos, há que saber ter subtileza, saber ser assertivo, saber ter inteligência emocional.
Porque muito dos conflitos individuais, muitos dos conflitos dos grupos, muito dos conflitos do mundo tem precisamente a ver - pegando nalgumas palavras utilizadas no teu post - com impetuosidade, intempestividade e convencimento sobre dogmas e outras verdades julgadas absolutas (ao qual tu tens espírito de abertura para a contestação ou aceitação).

O Homem tem muitas coisas boas mas, infelizmente, tem muitas outras menos boas (para não dizer más). E para ultrapassar estas últimas em outrem temos que saber ser mais inteligentes. Saber também apelar à razão. Saber ser ponderados.

Ambiciono o dia em que saibamos todos viver em harmonia.
Que sejamos instruídos e não apáticos. Que sejamos opinadores bem formados e boas pessoas. Que sejamos batalhadores e não guerreiros.

Condensando, que não haja, pelas diferenças, guerreadores nem guerreados.
E das guerras e guerrinhas não é preciso ir a outras partes do mundo.
No nosso rectângulo da chamada Costa Oeste da Europa isso também ocorre. Noutros contextos, claro. Do país, basta ligar o televisor. E fora dessa caixinha... ...Acontece também na nossa cidade, na nossa faculdade, em nossos círculos de relacionamento mais ou menos próximos.

No geral, nós, organismos biológicos, entes da natureza, criaturas humanas, talvez sejamos ainda todos ou quase todos aprendizes de seres humanos.


P.S.: Sorry se sou assim tipo pró chato XL mas aproveito (ou usurpo!) os comments do In The Catwalk/My Catwalk(?) para, com alguma perspectiva cívica, ir participando na blogosfera (o meu/nosso Impressão Traumática já lá vai - e, ao contrário do que a irónica denominação possa sugerir, o seu conteúdo nada tem a ver com este comentário:-).

Cat disse...

mary: e assim é que é, querida! :)

~rita: eu não gosto mt da palavra "detestar" por isso usei "gostar pouco" :P

Menino do Mar: sou como tu, prefiro prejudicar-me assim e saber que foi por ter defendido aquilo em q acredito :)

Lolita: deve ter sido a gerações mais atrás :P

Anita: :) beijinho *

Jorge Miguel: eu adoro os teus comentários XL :) eu penso que para vivermos em harmonia nunca poderá ser por termos todos as mesmas opiniões, convicções e crenças mas sim por sermos suficientemente tolerantes e compreensivos e abertos p/, mantendo a nossa opinião, respeitar e aceitar opiniões diferentes das nossas. Vamos sonhando, não é? ;) Beijinho **

Cat disse...

Jojozinha: obrigado pelo teu comentário, mesmo! Não sabes como me toca saber isso :) beijinho **