18 de abril de 2009

O Emir Kusturica vai estar hoje no Campo Pequeno...


...e eu não! Vou estar em casa, a estudar.
Que raiva, eu venero o homem!

10 comentários:

*B* disse...

Pena!

Então, bom estudo, Cat!

Patrícia disse...

Há sacrificios que têm que ser feitos. Eu também estou a estudar hoje, sábado. Boa sorte e bom estudo*

Inês disse...

Dass! Tb ainda n é desta que vou dançar ao som desse tipo interessante com ar alienado e meio seboso de ciganão sexy...

Obrigada pelo comentário fofo Catarina M.**

O Profeta disse...

Mas um beijo às vezes
Faz parar o tempo em seu desvario
Arranca mil sentires à alma
Voa no celeste preso em terno fio

Liberta esta lava incandescente
Transbordante em teu peito palpitante
Dá-te as asas de um pássaro azul
Transforma o eterno em sublime instante


Bom fim de semana


Mágico beijo

Dexter disse...

E o Tiga quinta feira foi ao Lux e eu a ter de trabalhar na sexta...

Bom estudo!

Charlie, The Sinner disse...

E a PJ Harvey vai ao Porto e eu tenho que ficar cá a trabalhar, olha que gaita!

Pelo menos que te corra bem o estudo!

Beijinho

pedro disse...

yah,enfim eu sou de aveiro e nao tenho guito pa ir =/ ja no ano passado fikei em "terra" e nao fui ver ratm,digamos que fikei fodidissimo...

Luis disse...

compreendo bem, tudo quanto são concertos fora de Lisboa também é difícil ver: já falhei Dream Theater (este ano vou); Porcupine Tree e Anekdoten. Ahh e os AC DC, pois claro (60 € ainda é forte para um estagiário). Enfim, o Kusturica ainda é daqueles que costuma vir a PT, fica para a próxima.

Cat disse...

Luís,

eu acho os concertos todos caros, mesmo os mais baratos. Devia ser proibido! Tenho andado a deixar escapar Nouvelle Vague e Kusturica mas como eles têm vindo bastante a Portugal, ainda não perdi a esperança :)

Luis disse...

Eu já me resignei a pagar cerca de 28 euros por cada bilhete, com certas bandas, desde que os possa dispensar, pago. Às vezes é mesmo uma questão de azar, outras é porque já fazes tudo para ir ver: eu em 2005 não consegui arranjar dinheiro para ver porcupine tree em vilar de mouros, este ano até estava doente nesse dia, mas fui e acabou por ser um dos concertos da minha vida. No teu caso, arrisco dizer que para a próxima é de vez.